No DF, primeira-dama dá posse a 14 monitores do Projeto Humanizar

0
35

Novos servidores reforçam programa de atendimento humanizado do Iges-DF, que já conta com outros 100 profissionais

ARY FILGUEIRA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
| Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Paloma da Rocha, 24 anos, teve a carteira de trabalho assinada na tarde desta terça-feira (11). Ela agora é, de fato, uma monitora do Projeto Humanizar, do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF), que já conta com outros 100 profissionais. Diante da primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha, Paloma e os 13 colegas monitores foram apresentados hoje como reforço ao atendimento humanizado feito nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Os 14 novos servidores vão trabalhar no turno da noite.

Lançado em 19 de novembro do ano passado, o Projeto Humanizar tem o propósito, como o próprio nome diz, de levar um atendimento mais personalizado e menos mecânico ao paciente que precisar de orientação sobre atendimento hospitalar. A ação local segue o modelo da Política Nacional de Humanização (PNH), do Ministério da Saúde, cujas propostas são a escuta qualificada e a orientação adequada de usuários e acompanhantes.

“Deus colocou vocês nesses lugares para que possam fazer a diferença”Mayara Noronha Rocha, primeira-dama do DF

Na cerimônia de posse, a primeira-dama fez questão de frisar a importância dos 14 monitores integrados ao atendimento de pacientes na rede pública de saúde. “Mesmo em momentos difíceis, vocês não podem deixar a peteca cair, como diz o adágio popular. Como seres humanos, temos nossos dias bons e ruins. Mas Deus colocou vocês nesses lugares para que possam fazer a diferença”, discursou Mayara.

Ciente dessa missão, Paloma garante levar mais humanidade aos pacientes da Unidade de Pronto Atendimento de São Sebastião, para onde foi designada. Ela conta que vai ajudar dando-lhes mais informações – por exemplo, onde os cidadãos encontrarão o atendimento de que necessitam.

Paloma da Rocha: “Estou muito ansiosa e contente por fazer parte desse grupo” | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

A escala dela será das 19h às 7h, ou seja, cobrirá parte da noite, madrugada e início da manhã. Vai trabalhar 12 horas seguidas e folgará 36 horas (um dia e meio). Para ser selecionada, Paloma precisou passar por um processo seletivo rigoroso. Mãe de dois filhos, ela diz estar empolgada com a nova função. “Estou muito ansiosa e contente por fazer parte desse grupo”, comemora.

Os 14 monitores serão distribuídos para as seguintes UPAs: Ceilândia, Núcleo Bandeirante, Recanto das Emas, Samambaia, Sobradinho e São Sebastião. À exceção de Ceilândia, que ficará com quatro profissionais, cada UPA terá o reforço de dois monitores.

Muito além de projeto

A primeira-dama enfatizou que o Projeto Humanizar é um programa de governo. Segundo Mayara, a maior preocupação do governo Ibaneis Rocha é prestar um bom atendimento nas unidades hospitalares do Distrito Federal, e os monitores do Humanizar estão na linha de frente desse atendimento.

Com apenas três meses de criação, o Projeto Humanizar já coleciona frutos e boa repercussão. “Eu já vi [elogios] nas minhas redes sociais que o projeto, em tão pouco tempo, já começou a surtir efeito. Estou bem otimista em pensar como será ele daqui para o final do mandato”, vislumbrou.

Leia também

Saúde do DF avançou em 2019, mostra balanço

Rede pública investe no atendimento qualificado

Sobre o reforço dos 14 monitores para o turno da noite, ela explicou: “Falo por mim: eu reluto muito antes de procurar um hospital. Quando a pessoa vai à noite, já está no ápice do desespero. O atendimento noturno tem esse condão de acalmar e tranquilizar a pessoa”.

O diretor-presidente do Iges-DF, Francisco Araújo, reforçou a fala da primeira-dama sobre o compromisso do governador Ibaneis para com a saúde pública. “Esse governo tem compromisso com a população do Distrito Federal. No início do nosso governo, todo mundo criticava o instituto. Hoje, todo mundo briga para que o Iges-DF administre outros lugares”, revelou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui