Número de incêndios florestais cai 27% no DF

0
12

 

Dados do Corpo de Bombeiros mostram redução na comparação dos meses de junho de 2012 e 2113

 
 
  Os registros de incêndios florestais atendidos pelo Corpo de Bombeiros em junho, no DF, caíram 27% em relação ao mesmo período do ano passado, foram 177 ocorrências em 2013, contra 243, em 2012, – houve também redução de 33% de áreas queimadas no mês analisado – de 174 hectares para 118 ha.
Os dados positivos são resultados da Operação Verde Vivo, do Corpo de Bombeiros, que começou no dia 1º de abril, com o desenvolvimento de ações de prevenção e combate às ocorrências, e previsão de se encerrar em meados de novembro.
O trabalho, dividido em cinco etapas, é fortalecido durante o período de estiagem, quando ocorre a redução das chuvas e a queda da umidade relativa do ar, o que transforma a região Centro-Oeste em um ambiente favorável ao surgimento de focos de fogo.
Do início de julho até o momento, o Corpo de Bombeiros registrou 306 ocorrências e 593 hectares já foram consumidos pelo fogo.
INSTRUMENTOS – A corporação comprou duas aeronaves de asa fixa, com capacidade de transportar 3,1 mil litros de água, fabricadas especialmente para a atividade.
O Corpo de Bombeiros também adquiriu 25 viaturas de transporte de tropa, 500 botas de incêndio; 75 GPS e 3,5 mil roupas de combate a incêndio florestal.
Atualmente, 30 militares estão no Curso de Prevenção e Combate a Incêndio Florestal e receberão diploma até o fim do mês.
Abaixo, dicas para prevenir e combater focos de incêndio:

– Não jogue cigarros, fósforos ou qualquer outro objeto aceso em latas de lixo e nem pelas janelas;

– Desligue equipamentos como computadores, estabilizadores, cafeteiras, tostadeiras, entre outros, ao final do expediente;

– Desligue as luzes do seu local de trabalho ao final do expediente;

– Não ligue vários equipamentos em uma única tomada;

– Utilize tomadas exclusivas para equipamentos específicos como: forno elétrico, microondas, aparelhos de ar condicionado, refrigeradores, chuveiros elétricos;

– Não utilize ligações elétricas improvisadas;

– Não utilize fios desencapados;

– Desobstrua as vias de escape como: acessos, portas, rampas e escadas;

 

– Não utilize elevadores em caso de incêndio;

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui