O desrespeito ao interesse público em Águas Claras

0
21

praça

Inaugurada em dezembro de 2013, a Praça Ipê Amarelo é uma das mais bonitas de Águas Claras, e nesta última quinta-feira (20/11), ela passou a contar com academia ao ar livre, pergolado e playground, ou seja, ficou ainda melhor. Concluídas, as obras custaram aos cofres públicos 300 mil reais.

Acontece que aos finais de semana, a partir de sexta-feira, quando os pais contam com mais tempo livre para usufruir dos benefícios da praça com seus filhos, eis que lá é instalada uma feira, que ocupa a calçada e o gramado com carros de lanches e refeições, barracas, mesas e cadeiras. Com isso, o que deveria servir a coletividade finda sendo privatizado para atender a interesses de particulares.

Quem ganha com isso? A população de Águas Claras certamente que não é. As praças são consideradas áreas públicas de uso comum e pertencem à população, sendo responsabilidade da Administração Regional mantê-la para o uso de todos, mas não é o que vem ocorrendo com a Praça Ipê Amarelo, cuja ocupação indevida vem causando revolta na comunidade, a quem ela realmente se destina.

Os moradores começaram a se mobilizar com o objetivo de denunciar o desmando à Secretaria de Transparência do GDF, à Comissão de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle – CFGT da Câmara Legislativa e ao Ministério Publico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui