“O Deus do Malafaia não é o mesmo que o nosso”, diz Lula em novo ataque aos evangélicos

Parece não haver limites para os constantes ataques de petistas ao seguimento evangélico e seus líderes de fato crentes (aqueles que não cedem à chantagens ou ofertas do governo esquerdista).

De acordo com o site g1, na 1ª reunião ministerial do ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) soltou o verbo sobre a sua relação com os evangélicos. A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira (18), no Palácio do Planalto.

O encontro foi convocado por Lula em meio à divulgação de pesquisas de avaliação do seu 3º mandato, que apontaram forte queda na aprovação do petista. Lula disse, na reunião que é cobrado para falar com pastores e lideranças evangélicas, algo que já fez no passado.

Nesse momento, de acordo com o portal, Lula se dirigiu a Jorge Messias, Advogado-Geral da União do seu governo, e afirmou: “O Deus do Malafaia não é o mesmo que o nosso, mas eu sei que o Deus do evangélico é”.

O fato é que ninguém gosta de mentira, de ser enganado. Além disso, católicos, espíritas e evangélicos não toleram ver o suado dinheiro dos impostos ser usado para bancar ditaduras, e utilizados para bancar luxuosas viagens internacionais do deslumbrado casal Lula e Janja, que definitivamente não respeitam Brasil. Pelo que se viu no primeiro ano de mandato petista, o deus deles é o poder, custe o que custar.

Por outro lado, evangélico sério crê em Deus e acredita na Bíblia Sagrada, que condena aborto, mentira entre outros crimes. Como poderá, portanto, acreditar num esquerdista que idolatra o comunismo? Óleo e água não se misturam.

O pastor Silas Malafaia dará a resposta a Lula nesta terça-feira. Lula deu novo tiro no pé, desta vez, ao atingir os evangélicos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui