O Espírito Santo de Casagrande

0
10
 
O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) parece mesmo transcender qualquer entendimento político, até mesmo dos maiores especialistas da área. O secretário de Mobilidade Urbana do DF, Marcos Dantas, deixará a Secretaria e migrará para a pasta das cidades, deixando ao encargo de seu adjunto, Fábio Ney Damasceno, o comando absoluto daqui por diante.
Até aí tudo bem, não fosse por um pequeno detalhe: ou o estado do Espírito Santo é referência em qualidade no transporte público no Brasil, ou a experiência desses nomes deve ser de fato excepcional, ou existem compromissos de bastidores que até Deus duvida, pois hoje até o DFTrans também é comandado pelo PSB do ES.
Enquanto isso, a população do DF continua sofrendo com nosso sistema de transporte precário e com a invasão dos piratas nas ruas do DF. Em contraste, segundo informações de fontes na SEMOB, o ex-governador e ex-senador pelo Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB)  está rindo à toa, pois agora fecha o circuito da Secretaria de Mobilidade com seus pupilos à frente. Enquanto isso, aqui no DF, boa parte da grande mídia sequer fala na CPI dos Empenhos, criada pela Assembleia Legislativa do Espírito Santo para investigar o ex-governo de Casagrande.
Qual é o compromisso do governador do Distrito Federal com o ex-senador? E justamente por quê a pasta de mobilidade, que através de seus transportadores gera mais de R$ 80 milhões/mês? Mistérios que logo serão revelados e colocarão o governador Rollemberg e seu partido em maus lençóis. E não terá sido por falta de aviso…
Fonte: Donny Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui