O futuro construído em aço

0
8

 

Janine Brito *

A indústria do aço é uma das mais competitivas do mundo e está ligada diretamente à economia do país. Apesar de seu aspecto bruto, o aço é capaz de transmitir leveza à sua obra, sendo utilizado na produção de máquinas, como produto e estrutura, e até no design de interiores. Dois fatores que contribuem para a propagação da matéria prima nas obras são aplicabilidade e preço baixo.

Quando o aço ainda era pouco visto em obras no Brasil, o seu uso era restrito às construções de grande porte. Hoje, este material já aparece em vários empreendimentos imobiliários, como casas e apartamentos, além de construções comerciais, pontes e viadutos. Obras tanto do governo quanto de instituições particulares passaram a fazer uso do material por causa das questões ambientais, tão discutidas nos últimos tempos.

O Brasil já atingiu o sexto lugar como maior produtor mundial de aço bruto, embora a crise também tenha assustado os produtores do setor. Uma das vantagens é que a sobra do material pode ser reaproveitada em outra obra, por exemplo. São reduzidos, ainda, o consumo de madeira na construção, a produção de entulho e poluição sonora causada por serras e outros equipamentos, além da necessidade de manutenção da estrutura. Isso permite economia de até 30% na construção das fundações e no custo total do empreendimento.

As vantagens na utilização de sistemas construtivos em aço vão muito além da linguagem estética de expressão marcante. Redução do tempo de construção, racionalização no uso de materiais e mão de obra e aumento da produtividade passaram a ser fatores-chave para o sucesso de qualquer empreendimento que utiliza o produto. Outras vantagens são flexibilidade, maior área útil, precisão construtiva e alívio de carga nas fundações.

 

* Diretora executiva da Pinheiro Ferragens

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui