"ÓIA" COMO É FÁCIL FALAR BEM DE ARRUDA

0
6

Em 2007 a revista Veja publicou uma séria reportagem onde apresentava dados que revelariam a continuidade de negócios milionários envolvendo a gestão dos governos Roriz e Arruda na área de tecnologia do GDF. Em sua gestão, o governador Arruda teria abrigado o ex presidente da Codeplan, Durval Barbosa, (investigado pelo MP e respondendo a processos por improbidade administrativa) nomeado secretário de assuntos institucionais. Meses depois, o GDF colocou um anúncio espetacular na revista. Recentemente a revista Veja publicou uma linda entrevista com o governador do DF, José Roberto Arruda, com direito a pose e tudo mais em suas páginas amarelas. Agora, o Sindicato dos Professores do DF está questionando no Ministério Público, a utilização de dinheiro público (FUNDEB) feita por Arruda para a farta distribuição de jornais e revistas em escolas públicas no Distrito Federal. O governador do DF assinou contrato sem licitação, no valor de R$442 mil, com a Editora Abril, para garantir a distribuição da revista “VEJA” nas salas de aula das escolas públicas. Arruda também contemplou um conhecido jornal da cidade com um contrato semelhante no valor de R$2,9 milhões para 7.562 assinaturas. Onde estão os distritais? O Ministério Público investiga. E Arruda não quer a CPI Digital. De jeito algum. Publicidade, contratos de tecnologia… A Câmara Legislativa precisa apurar. Se não quiser, o Ministério Público e o Tribunal de Contas do DF certamente cumprirão a tarefa de saber como está sendo gasto o dinheiro público e por que contratos sem licitação foram assinados a toque de caixa no governo do DEM no Distrito Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui