Operação Drácon: Prazo normal para afastamento. Mudança na composição da Câmara tem impacto na eleição do novo presidente

0
10
Brasília(DF), 04/09/2015 - Fachadas dos prédios públicos em Brasília - Na foto a Câmara Legislativa do Distrito Federal, CLDF - Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles

POR ANA MARIA CAMPOS-EIXO CAPITAL/CORREIO BRAZILIENSE –

 

O desembargador José Divino, relator da Operação Drácon, poderá levar para a sessão de 13 de dezembro do Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF o pedido de afastamento dos deputados denunciados na Operação Drácon. Ele concedeu prazo dobrado para a defesa prévia na ação penal por corrupção passiva. No pedido de afastamento, no entanto, o andamento é normal. São 15 dias para a manifestação dos acusados.

 

O eventual afastamento do mandato dos cinco deputados denunciados na Operação Drácon, por suposta corrupção passiva na venda de uma emenda parlamentar, terá impacto na eleição da próxima Mesa Diretora. Os suplentes de Celina Leão (PPS), Júlio César (PRB), Bispo Renato (PR), Cristiano Araújo (PSD) e Raimundo Ribeiro (PSDB) têm perfil bem mais amistoso com Rodrigo Rollemberg que os titulares. Uma decisão da Justiça acatando pedido do Ministério Público para afastar os distritais favorece a candidatura de Agaciel Maia (PR), o nome da preferência de Rollemberg.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui