Operação Esopo PF desarticula organização que fraudava licitações em 10 estados e no DF – Brasil

0
5
 
Documentos foram apreendidos no Ministério do Trabalho

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal, Controladoria-Geral da União e Receita Federal do Brasil, deflagrou na manhã desta segunda-feira (9/9), a Operação Esopo para prender acusados de desvio de recursos públicos a partir de fraudes em processos licitatórios. Foram expedidos pela Justiça 25 mandatos de prisão temporária e 12 mandatos de condução coercitiva. Além disso, mais 44 mandados de busca e apreensão e, também, 20 mandados de sequestro de valores, bens móveis e imóveis.

No DF, uma equipe da PF e da CGU foi até o Ministério do Trabalho e Emprego (TEM) por volta das 7h e saiu depois das 10h levando documentos apreendidos da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego. Há mandados de prisão ainda não cumpridos. O ex-ministro do Trabalho e atual secretário executivo da pasta, Paulo Roberto Pinto, foi convocado a comparecer à Superintendência da PF no começo da manhã. Pouco depois das 10h, ele foi liberado após prestar depoimento e, de acordo com a assessoria do MTE, já está trabalhando no gabinete dele. Leia mais

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui