“OPERAÇÃO JN”

0
14
ELEIÇÕES 2010
Candidatos iniciam hoje “operação JN”

Mais agendas temáticas, preocupação com o visual e promessas, muitas promessas. Estas são as armas dos presidenciáveis para aparecer bem no “Jornal Nacional”, que começa hoje a cobrir a sucessão de Lula. Um mês após o início da campanha, o principal telejornal da Globo entra em cena com regras próprias e tempo cronometrado para tentar garantir equilíbrio entre os três principais candidatos.

José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV) terão 50 segundos cada para vender seu peixe a uma audiência estimada em até 40 milhões de brasileiros. Os estrategistas das campanhas tratam a “operação JN” como uma espécie de versão reduzida do horário eleitoral gratuito, que começa no próximo dia 17. Para evitar acusações de parcialidade, o telejornal promete ignorar polêmicas e trocas de denúncias. Com isso, a ordem é ocupar o espaço com propostas para temas populares como saúde, educação e segurança, combinando o assunto ao cenário da aparição da noite.

Assim, os presidenciáveis tentarão falar do Bolsa Família em frente a uma casa humilde, criticar o salário dos professores na porta de uma escola e prometer atendimento médico de qualidade sob o letreiro de um hospital. Assuntos quentes, como as denúncias de uso da máquina pública e a ofensiva tucana para ligar o PT às Farc, devem ficar restritos à mídia impressa. A Globo diz não se importar com críticas à cobertura mais distanciada, inaugurado em 2006.

“A eleição dos políticos não é a eleição do povo”, disse à Folha uma das responsáveis pelo telejornal.Os candidatos começam a se adaptar ao modelo global. Serra, que priorizava temas locais nas viagens, passará a investir em questões mais genéricas. Dilma usará a mesma tática, e Marina tentará colar a imagem a símbolos do “Brasil que dá certo”, como ONGs bem sucedidas e órgãos públicos de excelência.Na semana que vem, em dias alternados, os três darão entrevistas de dez minutos na bancada do “JN”. O esquema será repetido nos outros telejornais da emissora. Informações da Folha de S.Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui