ORQUESTRA SINFÔNICA DE BRASÍLIA: MÚSICOS DIVULGAM NOTA

7
9

Caro Jornalista Donny Silva , se puder publique esta mensagem de indignação dos músicos da Orquestra Sinfônica ( OSTNCS ) , obrigado , Chiquinho Dornas.

 Amigos, Muito bom a mensagem que o Afonso enviou em nome da Orquestra (vejam abaixo).

Nossa Orquestra e seus Músicos merecem toda a nossa consideração e “cuidado”. São mais de 30 anos de trabalho profissional. Não podemos deixar que nada e ninguém manchem o nome da instituição que sempre fez um trabalho brilhante, mesmo com orçamentos bastante reduzidos. Contem comigo, como sempre!

“Nós, músicos da OSTNCS, não temos nenhuma participação na Associação citada na reportagem. » Embora a Associação Amigos Pró-Orquestra leve o nosso nome, nunca fomos convidados a participar, nem participamos de nenhuma reunião dessa Associação e não conhecemos os seus diretores ou funcionários.

» Nunca recebemos, individual ou coletivamente, qualquer recurso dessa Associação. O único pagamento que temos é o nosso salário de servidores públicos estatutários do GDF.

» Não tivemos, nem fomos convidados a ter qualquer participação na política cultural de música de clássica do GDF desde que o governo Arruda tomou posse, além daquilo que naturalmente é nosso dever: tocar nas apresentações da Orquestra.

» Não temos conhecimento sobre o dinheiro que essa Associação Pró-Amigos movimenta, bem como sobre a origem, destino e controle desses recursos. Isso, inclusive, não é nossa obrigação, já que fomos contratados para tocar e não para fiscalizar convênios do GDF.

» Consideramos, no entanto, gravíssimas as informações contidas na reportagem. Esperamos que os fatos citados sejam apurados pelas instâncias competentes e, em caso de confirmação, que os responsáveis sejam exemplarmente punidos.

» Esperamos também que não se puna a instituição brasiliense Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, que, há 30 anos, oferece música de qualidade à população de Brasília, por atos e/ou fatos que não são do escopo e da responsabilidade dos seus músicos.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui