PACTO ADIOU INVESTIGAÇÃO DE CUNHADO DE ALCKMIN

    0
    13
    Políica

    Pacto adiou investigação de cunhado de Alckmin

     

    Prefeito de Pindamonhangaba selou acordo em 2006 para não atingir campanha de tucano

    Fausto Macedo, O Estado de S.Paulo

    Políticos de Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, fizeram um pacto em 2006 para blindar o tucano Geraldo Alckmin – então candidato à Presidência – retardando medidas para investigar o escândalo que envolve seu cunhado, Paulo Ribeiro, o Paulão, em suposto esquema de corrupção e tráfico de influência.

    Documento subscrito por 11 vereadores da cidade diz expressamente que o prefeito João Ribeiro (PPS), apadrinhado de Alckmin, teria se comprometido a “tomar providências” sobre denúncias de desvios na administração “após as eleições”.

    O documento foi redigido em 27 de outubro de 2006, a dois dias do segundo turno das eleições presidenciais. Alckmin duelava com o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva.

    “O objetivo era impedir que (o escândalo) respingasse no Geraldo”, conta João Bosco Nogueira, ex-vice prefeito de Pinda que rompeu com João Ribeiro após se insurgir contra movimentos de Paulão no governo municipal.

    Leia mais em Pacto adiou investigação de cunhado de Alckmin

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui