PAPUDA: NEGÓCIOS À VISTA

2
8

Dois conhecidos deputados estão por trás da empresa que passará a administrar o presídio da Papuda. O processo está sendo orquestrado no mais absoluto segredo. E o irmão de uma conhecida deputada, será o feliz fornecedor das tornozeleiras eletrônicas que serão utilizadas em presos. Em média, o monitoramento de preso custa cerca de R$600, enquanto um detento em penitenciária tem um custo de R$1.800.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui