Paulo Henrique, o deslumbrado que se acha mais importante que o governador Ibaneis

3
286

Em protesto contra os desmandos do deslumbrado presidente do Banco de Brasília, Paulo Henrique Bezerra  R. Costa, retirei do Blog a publicidade do BRB. O sujeito está fazendo muita besteira dentro da instituição bancária e já possui dois processos no Ministério Público do DF (MPDFT) no pouco tempo em que está na presidência.

PH, como é conhecido, está se achando dono do BRB. Faz o que quer, não ouve sequer o governador nem secretários (ele adora dar chá de cadeira nas autoridades do DF), manipula dados e pessoas além de assediar moralmente servidores do banco, com gritos, ordens sem sentido  e palavras de baixo calão.

Por trás do sorriso escancarado pelo maravilhoso contracheque, está um sujeito de caráter duvidoso que, segundo informações, foi colocado às pressas no comando do BRB (por isso teve sua sabatina realizada na CLDF ainda em dezembro, na legislatura passada) com o aval de conhecidos funcionários do banco que posteriormente foram presos em 29 de janeiro de 2019, acusados de corrupção.

Segundo informações, graças a rede de políticos amigos que construiu ao longo de vinte anos, a quadrilha que agia no BRB conseguiu colocar Paulo Henrique no comando do banco e seria esse o motivo porque alguns conhecidos nomes continuam por lá, como por exemplo, o  diretor Dario Oswaldo Garcia Junior (velho amigo dos ex-diretores presos), além de outras pessoas ligadas ao ex-governador Rodrigo Rollemberg que inexplicavelmente continuam por lá.

O governador Ibaneis Rocha foi iludido com o intrépido rapaz que agora faz autopropaganda, ignora políticos e faz o que bem entende na presidência do sofrido Banco de Brasília.

Ibaneis errou ao colocar um sujeito bipolar que encheu o banco de estrangeiros descompromissados com o banco e com o DF. Só estão lá pelo gordo contracheque e possibilidades de milionários negócios.

Novo escândalo a seguir? A PF e o MPF precisam investigar PH e seus tentáculos urgente, antes que os danos sejam maiores para o BRB.

E por último, recordo aqui uma frase do falecido ex-governador Joaquim Roriz. “Cão que não obedece o dono, ou mata ou doa ele”. Roriz não tolerava insubordinação e por isso foi o único governador reeleito da história do Distrito Federal.

 

3 COMENTÁRIOS

  1. MEU AMIGO FAZ UMA CARTA SECRETA E MANDA PARA O MP , APURAR OS FATOS DESTE DESLUMBRADO COM O PODER.
    TEM VARIOS MARINHEIROS DE PRIMEIRA VIAGEM DESLUMBRADO COM O PODER , NA CAMARA , NO COGRESSO. E NO SENADO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui