PESQUISA O&P: WESLIAN RORIZ EMPATA COM AGNELO

0
10
ELEIÇÕES 2010 – DISTRITO FEDERAL
Pesquisa O&P: Weslian Roriz empata com Agnelo

Do blog de Fernando Rodrigues

Pesquisa da O&P Brasil sobre a eleição no Distrito Federal mostra Agnelo Queiroz (PT) com 37,7% das intenções de voto. Weslian Roriz (PSC) tem 30,8%.

Como a margem de erro é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos, Agnelo pode cair para 34,2%. Weslian pode subir para 34,3%. Assim, há empate técnico e, de acordo com a pesquisa, a eleição vai para o 2° turno.

No 2° turno, Agnelo tem 47%; Weslian, 34%. Brancos, nulos e indecisos são 19%.

Registrada no TRE-DF com n° 33470/2010, a sondagem foi feita de 25 a 27.set.2010, logo após Joaquim Roriz (PSC), ameaçado pela lei da Ficha Limpa, desistir de ser candidato (em 24.set.2010). O efeito da participação de Weslian no debate da “Golobo” na noite de 28.set pode ser capturado pelas próximas pesquisas.

Roriz caiu nas pesquisas depois que o TSE indeferiu sua candidatura, em 31.ago.2010. Na metade de agosto, antes da decisão do tribunal, o O&P mostrou-o com 39,3%, contra 32,3% de Agnelo. Na metade de setembro, depois da decisão, Roriz tinha 30,1%, contra 42,2% do rival (nem iria para o 2° turno).

Aqui, quadro com a evolução da intenção de voto para governador do Distrito Federal.

Comparação

Se continuasse candidato, hoje, Roriz teria 29,7% dos votos e iria para o 2° turno, indica a nova pesquisa O&P. Considerando-se a margem de erro, ele não cresceu nem caiu com relação à pesquisa do meio de setembro (feita de 10 a 13.set.2010), quando tinha 30,1%. Além disso, tem o mesmo patamar alcançado por Weslian (30,8%).

O que mudou com relação à última pesquisa foi a queda de Agnelo e o crescimento de Toninho (PSOL). O petista tinha 42,2% e passou a 37,8% (caiu 4,4 pontos). Toninho saiu de 3,7% e passou a 8,2% (subiu 4,5 pontos).

Ou seja: para vencer no 1° turno, Agnelo precisa ter mais votos que todos seus adversários somados. Sua queda e o crescimento de Toninho fazem com que a pesquisa não acuse fim da eleição no 1° turno.

Outro dado: Dona Weslian é a candidata mais rejeitada (34,7% dos eleitores dizem não votar nela de jeito nenhum). Mesmo assim, tem menos rejeição que o marido. Na pesquisa do meio de setembro, 45% dos eleitores disseram não votar em Roriz.

Presidente e senadores
Como Agnelo, Dilma Rousseff (PT) continua à frente entre os eleitores do Distrito Federal, mas caiu 4,9 pontos com relação à última pesquisa (de 37,6% para 32,7%). Ficou empatada tecnicamente com Marina Silva (PV), que cresceu 6,2 pontos (de 21,7% para 27,9%).

José Serra (PV) oscilou dentro da margem de erro e manteve-se estável (de 18,5% para 19,6%). Brancos, nulos e indecisos são 17,9% (eram 20,1%).

Para o Senado, os líderes continuam Cristovam Buarque (PDT) e Rollemberg (PSB), ambos apoiados por Lula, Dilma e Agnelo. Em 3°, estão empatados Alberto Fraga (DEM) e Abadia (PSDB), alinhados a Serra e Roriz.

Abaixo, quadro com os resultados da pesquisa:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui