PF INDICIA EX-GOVERNADOR DE AL POR DESVIAR R$ 14 MI

0
8
Deu em O Globo

PF indicia ex-governador de AL por desviar R$ 14 mi

 

A três dias das eleições, o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) — que disputa o segundo turno contra o governador Teotônio Vilella (PSDB) — foi indiciado, pela Polícia Federal, sob a acusação de superfaturamento de R$ 14 milhões das obras da macrodrenagem do Tabuleiro dos Martins, em Maceió.

As obras seriam para conter as enchentes em bairros da periferia, mas foram suspensas em 2002, após o TCU constatar que, dos R$ 23,2 milhões liberados, R$ 14 milhões foram desviados. A escavação das lagoas de contenção, carga e transporte do material tiveram superfaturamento de 320%.

Lessa, o também ex-governador Manoel Gomes de Barros e Zuleido Veras, dono da Construtora Gautama, investigada pela PF em 2007 por pagar propina a agentes públicos em troca de benefícios em licitações, foram indiciados por peculato, fraude em licitação, formação de quadrilha e crime ambiental.

O inquérito foi remetido ao Ministério Público Federal, que decidirá se oferece denúncia contra os três.

O advogado de Lessa, José Fragoso, disse estranhar o procedimento adotado pela PF.

— Causou-me estranhamento o indiciamento indireto, às vésperas das eleições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui