PO, DEM E AS EMPREITEIRAS

0
11

Deu na  Folha de S. Paulo: Prossegue o vai e vem do governador interino do DF, Paulo Octávio. Pela manhã, ele deu a entender aos poucos aliados que entregaria sua carta de desfiliação do DEM ontem mesmo. À tarde, resolveu postergar a decisão para segunda-feira.

Apesar da pouca identificação com a sigla, Paulo Octávio tinha um papel no DEM: aproximar da cúpula da sigla grandes empreiteiros dispostos a abastecer -por dentro inclusive- o caixa do Diretório Nacional. Em 2008, o DEM recebeu R$ 12,7 milhões de construtoras (de um total de R$ 32 milhões). Dois anos antes, R$ 5,3 milhões dos R$ R$ 8,6 milhões saíram desse segmento.

O caso mais emblemático é a parceria do vice com a Via Engenharia, uma das doadoras do DEM. Juntos, eles tocam o megaempreendimento Península Lazer e Urbanismo, uma espécie de novo bairro no DF, com investimento de R$ 1,2 bilhões. À época do lançamento do condomínio de 2.000 casas de luxo, o presidente da Via, Fernando Queiroz, chegou a dizer que se tratava de “um presente pelos 50 anos para Brasília”.

Quem assina as prestações de contas do DEM como presidente do conselho fiscal é o hoje senador Adelmir Santana, herdeiro da cadeira de “PO” na Casa.

Nos vídeos do Panetonegate, o suposto contato do vice com o grupo do mensalão era Marcelo Carvalho, ex-diretor e homem de confiança em seu grupo empresarial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui