Polícia aperta o cerco

1
12

Buscas dos dois suspeitos de matar federal são intensificadas em várias cidades do DF

As polícias Civil e Federal apertam o cerco na busca dos dois homens suspeitos de envolvimento na morte do agente federal Wilton Tapajós Macedo, 54 anos, assassinado na última terça-feira com dois tiros, enquanto rezava no jazigo dos pais e de um irmão, no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. Os investigadores intensificam as buscas para localizar o Gol branco, geração 4, placa JIN 2860-DF, que o policial dirigia quando foi morto. Ele trabalhou na Operação Monte Carlo, que levou para a cadeia o suposto contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, em 29 de fevereiro. Leia mais

 

Fonte: Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui