Por eleições transparentes, Ministério da Defesa e Ministério da Justiça partem para cima do TSE

0
18

Nesta segunda-feira (20) o Ministério da Defesa informou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que indicará militares para fiscalizaram as eleições.

E o Ministério da Justiça e Segurança Pública informou ao TSE que a Polícia Federal (PF) participará de todas as etapas de fiscalização e auditoria das urnas eletrônicas.

Pelo visto, não haverá golpe para eleger o ‘descondenado’ Lula, que definitivamente não tem apoio popular. Só mesmo nas pesquisas pagas por amigos do petismo (principalmente os bancos, que tiveram lucros bilionários nos governos de Lula e Dilma).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui