Por fraude em licitação na FAP-DF, Cristiano Araújo é condenado

    0
    6

    Em julho, ex-distrital já havia sido sentenciado à perda dos direitos políticos por quatro anos

    RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

    ATUALIZADO 06/08/2019 13:37

    Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Ouça: Por fraude em licitação na FAP-DF, Cristiano Araújo é condenado0:0003:46Audima

    O ex-deputado Cristiano Araújo sofreu mais um revés no caso das irregularidades detectadas nas concessões de bolsas do Fundo de Apoio à Pesquisa do DF (FAP-DF). Na quinta-feira (01/08/2019), o ex-parlamentar foi condenado a 5 anos de prisão, em regime inicialmente semiaberto. A 3ª Vara de Fazenda Pública entendeu que o político do PSD fraudou a licitação quando comandava a Secretaria de Ciência e Tecnologia, em 2012. A FAP é um órgão subordinado à pasta.

    Em julho deste ano, o ex-distrital já havia sido sentenciado, por improbidade administrativa, à perda dos direitos políticos por quatro anos. Na ocasião, a punição também alcançou o ex-senador Gim Argello (sem partido). Na condenação mais recente, Cristiano Araújo também será obrigado a pagar multa.

    As denúncias que levaram às duas condenações foram oferecidas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), que ajuizou ação civil pública a fim de apurar, mediante inquéritos civil e criminal, ilicitudes cometidas por agentes políticos, servidores públicos e particulares em colaboração no intuito de fraudar certame de seleção elaborado pela FAP e conceder as vagas aos indicados pelos políticos.

    Segundo o MPDFT, interceptações telefônicas demonstraram a existência de esquema fraudulento que atendia interesses pessoais desviando recursos públicos. A reportagem ligou várias vezes para o telefone do ex-distrital, mas ele não respondeu nem retornou os contatos até a última atualização deste texto.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui