PR COMEMORA ALIANÇA COM O PSC E RORIZ

2
5

A oficialização da aliança entre o Partido da República (PR) e o
Partido Social Cristão (PSC) que tem o ex-governador Joaquim Roriz
como presidente de honra não ficou só na palavra. Na noite de segunda
(17), o PR recebeu Roriz para oficializar esse apoio no auditório do
Colégio Inei (606 Norte), local que ficou pequeno para abrigar mais de
1,5 mil pessoas que foram lá prestigiar a aliança que há uma semana
foi aprovada por unanimidade.

Além do presidente regional do PR, Izalci Lucas, estavam lá os
representantes do PTdoB, Paco Britto, do PRTB, Caio Donato, do PMN – o
vice-presidente Kleber Pires, do PSDC, Silvana Siqueira, do PTS,
Silvana Amaral, do PSC, Valério Neves, assim como o ex-conselheiro do
Tribunal de Contas do DF, José Carlos Ávila, e o presidente da Câmara
Legislativa do DF, Wilson Lima.

A presença de tanta gente para avalizar a aliança emocionou Roriz.
“Hoje estou muito feliz. Me senti realizado e entusiasmado”, confessou
Roriz, destacando que aquela manifestação o fez lembrar de que foi
governador do Distrito Federal por quatro vezes e que acredita ter
sido uma missão designada por Deus.

Roriz falou do sonho de Dom Bosco e que Juscelino Kubitsckek já
dizia que Brasília seria um grande pólo de migratório. ”Ao construir
Brasília Juscelino foi buscar operários e naturalmente após a
instalação da capital acabaram ficando aqui. Surgiram favelas, porque
os servidores públicos que vieram para cá tinham apartamentos
funcionais e muitos tiveram a oportunidade de comprá-los. Os outros
não. Eu não poderia mandar embora esses brasileiros que vieram para cá
construir a cidade, que são brasilienses por opção. Então criei
cidades e instalei essas famílias. E não acho que fiz errado. O
brasileiro tem o direito de ir e vir. Por isso,erradiquei 64 favelas e
dei dignidade para essas pessoas”, disse Roriz para explicar, mais uma
vez, sua proposta social de dar um endereço para as pessoas que
optaram por morar aqui, assim como para quem nasceu na capital.

O ex-governador falou da solidariedade que foi a base de todos os
seus governos passados, mas também fala otimista do Brasil. “O Brasil
vai matar a fome do planeta, e Brasília é a capital desse grande
país”, disse Roriz referindo-se ao potencial da agricultura
brasileira.

A oportunidade também foi usada por Roriz para dizer porque
convidou o deputado federal Jofran Frejat para ser pré-candidato a
vice-governador em sua chapa que deverá ser oficializada em junho,
durante a convenção do seu partido. “O maior problema da cidade é a
saúde pública e Frejat é quem conhece a área e pode reverter essa
situação. Por isso fui atrás dele que não hesitou em responder que
queria, sim, ser vice-governador na nossa chapa”.

Quanto a educação no Distrito Federal Roriz também fez ressalvas,
mas apontou Izalci Lucas, como um admirável e que quando Izalci foi
secretário de Ciência e Tecnologia, deu-lhe total liberdade para
administrar a secretaria. “Hoje o admiro mais ainda, porque ele trouxe
muitos benefícios na área de educação junto com tecnologia”.

Izalci continua com a mesma proposta de antes. “Nosso partido
resolveu apoiar Roriz porque o que precisamos é cuidar dos mais
humildes. E o sonho de entrar numa faculdade, de fazer um curso
profissionalizante deve ser incentivado, porque as pessoas devem estar
preparadas para o mercado de trabalho”, disse Izalci, completando:
“Todos esses projetos que hoje estão aí nasceram no governo Roriz, por
isso o PR assumiu essa bandeira junto com Roriz”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui