PRESIDENTE DA CLDF SAI EM DEFESA DA “MARCHA PARA JESUS”

2
4

Em fevereiro de 2011, o  presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Patrício (PT), encaminhou ao Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, manifesto sobre o pedido de liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade  (ADIN N. 2010.00.2.019639-8) ajuizado pelo ex-governador Rogério Rosso em novembro de 2010, em face ao artigo 2, caput e parágrafo único da Lei Distrital 1.706/97, que versa sobre a inclusão do evento “Marcha para Jesus” no calendário de eventos do Distrito Federal.

“URGÊNCIA SÚBITA”

No documento preparado pela Procuradoria-Geral da CLDF, o presidente ressalta, entre outros argumentos, que:  ‘Vale lembrar que  a Lei Distrital 1.706, cujos dispositivos são ora impugnados, é de 13 de outubro de 1997. De outro lado, a ação direta foi proposta em novembro de 2010, mais de 13 anos após a sua publicação. A alegação de urgência súbita, depois de mais de uma década, portanto, não parece encontrar qualquer respaldo fatual.’

E ainda argumenta:  ‘De outro lado, a Lei não modifica quaisquer atribuições conferidas a órgãos da Administração do Distrito Federal. Inclui, tão-somente, no calendário oficial, festividade já tradicional na capital, a Marcha para Jesus, cujos custos não estão aptos a onerar de forma sequer perceptível as finanças do Distrito Federal’.

O presidente da CLDF pede, ao final, ‘que seja julgada improcedente a ação em todos os seus termos’. Já o Procurador-Geral do Distrito Federal, Rogério Leite Chaves, em 16 de fevereiro de 2011,  assim se manifestou: ‘Logo, em face de todo o exposto, o Procurador-Geral do Distrito Federal entende que a ação direta em referência deve ser julgada procedente, para que se declare a inconstitucionalidade dos dispositivos legais impugnados na presente ação’.

Mais uma crise dentro do governo do Novo Caminho que teve grande apoio de igrejas evangélicas nas últimas eleições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui