Projeto Brasilidades celebra as ciências populares com Mestres e Mestras locais e de renome nacional

Mestre Tico Magalhães, Geni Núñes, Luiz Antônio Simas e Mestre Manoelzinho Salustiano estão confirmados para as atividades que acontecem entre março e junho, promovidas pelo grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro

Entre os meses de março e junho, o Brasilidades – As Ciências Populares – convida a comunidade cerratense a se encantar pelas tradições populares de nosso país. Realizado no Centro Tradicional de Invenção Cultural  (CTIC), terreiro do Grupo Seu Estrelo, que acaba de ganhar o registro de Patrimônio Cultural Imaterial do DF, o projeto promete uma série de aulas-espetáculo ministradas por mestres e mestras renomados, seguidas de encontros inspiradores para dialogar sobre a riqueza da cultura popular brasileira.

O projeto, realizado pelo Centro de Invenção e pelo Instituto Rosa dos Ventos, possui fomento do Ministério da Cultura e promove, ainda, a visita de escolas públicas para vivenciar a brincadeira na sede do grupo.

“Partimos da mais moderna tradição brasiliense, criada e brincada pelo grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, para discutir e criar uma série de debates sobre as ciências populares, englobando visões de mundo, elaborações de símbolos, crenças e hábitos.” Explica Mestre Tico Magalhães, Capitão de Seu Estrelo.

Aulas-espetáculos

O projeto tem como objetivo, além dos encontros presenciais com as aulas-espetáculos, gerar um caderno de estudo que será divulgado nas mídias sociais contendo todo o universo das ciências populares revelado por mestras e mestres do encantamento. As aulas-espetáculos serão seguidas de rodas de conversas que contarão com estudiosos da cultura, brincantes e gestores públicos, proporcionando uma rica troca de saberes e fazeres.

“As culturas populares recriam mundos e maneiras de ser. Adentrar em seus mistérios e suas ciências podem nos ajudar a vivenciar e entender as nossas mais profundas brasilidades. O projeto busca, então, trazer para o público cerratense brincantes, pensadores, mestras e  mestres das mais diversas ciências de nossas tradições brasileiras, com o objetivo de gerar novas possibilidades de pensamentos e ações populares revolucionárias.”, complementa Mestre Tico.

Confira programação das aulas-espetáculos:

  • 30/março (sábado), às 16h, com Mestre Tico Magalhães: fundador e capitão do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, Tico é reconhecido por sua luta pela manutenção da moderna cultura popular cerratense. Seu compromisso com a invenção de uma expressão cultural própria para o cerrado e para a capital do país resultou, entre outras conquistas, no registro do Fuá de Seu Estrelo como Patrimônio Imaterial do DF.

  • 20/abril (sábado), às 17h, com Geni Núñez: ativista indígena Guarani, escritora e psicóloga. Possui doutorado no Programa de Pós graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (UFSC) e mestrado em Psicologia Social. É autora dos livros “Descolonizando afetos: experimentações sobre outras formas de amar” e do livro infantil “Jaxy Jatere, o saci Guarani”. A voz de Geni ecoa a sabedoria ancestral dos povos originários, oferecendo um olhar profundo e sensível sobre a cultura popular.

  • 01/junho (sábado), às 17h, com Luiz Antônio Simas: professor, escritor, compositor e palestrante. Reconhecido com dois prêmios Jabuti. Fala e escreve sobre brasilidades abordando temas como festas, carnavais, religiosidades e culturas das ruas.

  • 14/junho (sexta-feira), às 19h, com Mestre Manoelzinho Salustiano: Doutor Honoris Causa em Cultura Popular e filho do lendário Mestre Salustiano, Manoelzinho carrega consigo o legado de uma vida dedicada à preservação das tradições populares.

Além das aulas-espetáculo, o projeto também abre suas portas para escolas públicas, convidando crianças e jovens a vivenciarem o encanto da cultura popular no Centro Tradicional de Invenção Cultural. Essas visitas não apenas proporcionam preciosos momentos de educação patrimonial, por meio de atividades lúdicas, mas também ajudam a preservar e valorizar as tradições do cerrado, garantindo que as futuras gerações possam se conectar com suas raízes de forma autêntica e inspiradora.

Serviço Brasilidades – As Ciências Populares

Data: março, abril e junho

Local: Centro Tradicional de Invenção Cultural — Setor de Embaixadas, 813 Sul, Asa Sul, Brasília – DF, CEP 70.200-130.

Entrada livre: sujeita a lotação.

Rede Social: https://www.instagram.com/seuestrelo/ e https://www.instagram.com/centrodeinvencao/

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui