Projeto inovador oferece mil vagas para castração gratuita no Paranoá

As cirurgias de castração de cães e gatos ocorrerão entre os dias 23 e 29 nas carretas do projeto | Foto: Divulgação/Sema

Unidade móvel do Castra-DF estará na região nos dias 19 e 20 deste mês para cadastro dos animais. Participação é aberta a todos os interessados, independentemente do local de residência

Catarina Loiola, da Agência Brasília | Edição: Débora Cronemberger

As carretas do Castra-DF já têm um próximo destino: a Região Administrativa do Paranoá. O projeto de castração de animais itinerante oferece mil vagas para cães e gatos – metade para cada espécie. O cadastramento dos pets será realizado nos dias 19 e 20, das 8h às 14h – ou até as vagas acabarem, no ginásio localizado ao lado da administração regional. As senhas serão entregues por ordem de chegada. O serviço é aberto a todos os moradores do Distrito Federal.

O tutor interessado deve comparecer nos horários indicados e apresentar documento oficial com foto e ter 18 anos ou mais, sendo que não é necessário levar o pet até o local. Serão cadastrados dois animais por CPF. O cadastro não garante a participação no projeto. As inscrições serão analisadas e o resultado deve ser publicado até o dia 22 no site da Secretaria do Meio Ambiente da Proteção Ambiental (Sema-DF), responsável pelo projeto.

Segundo a Pdad, em 2021, 41,3% dos domicílios do Paranoá tinham pelo menos um animal de estimação, sendo que mais de 30% dos pets eram cachorros e, 10,5%, gatos

As cirurgias ocorrerão entre os dias 23 e 29 nas carretas do projeto. Antes do procedimento, os animais selecionados passarão por exames pré-operatórios como hemograma e eletrocardiograma. As testagens são gratuitas e servem para identificar se o cão ou gato está em condições aptas para a castração. As datas e os horários serão comunicadas pela equipe do projeto.

Esta é a segunda campanha do projeto Castra-DF. A primeira ocorreu em Planaltina, em novembro de 2023, e atendeu mais de 600 animais. “O intuito do projeto é percorrer várias regiões administrativas do DF, para realizar o manejo populacional de cães e gatos através da castração itinerante, além de incentivar a qualificação profissional da população”, afirma Geisa Maria Cabral Gomes, subsecretaria de Proteção Animal Substituta da Sema-DF.

O administrador regional do Paranoá, Wellington Cardoso, revela que a chegada do programa na cidade atende uma demanda recorrente da população. “Assim como em outras regiões, aqui temos muitos animais de estimação. E várias pessoas já nos perguntaram sobre esse programa e, agora, conseguimos realizá-lo aqui. Com certeza, é uma boa notícia para as mães e pais de pets”, comenta.

Conforme a última Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad), a população da região administrativa é de 69.858 pessoas, sendo 51,9% do sexo de nascimento feminino e idade média de 30,8 anos. Segundo o estudo, em 2021, 41,3% dos domicílios tinham pelo menos um animal de estimação, sendo que mais de 30% dos pets eram cachorros e, 10,5%, gatos.

Profissionalização

Além do cuidado com os bichinhos, o projeto Castra-DF também levará capacitação profissional aos tutores. Os cursos são voltados à área pet, com temas como administração e gestão pet; cuidador e passeador, banho e tosa, hospedagem e confeitaria para pets. Para participar, basta se cadastrar no site do projeto e se inscrever no curso de interesse.

 

Fonte: Agência Brasilia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui