PSOL acha que PT faz avaliação superada

0
16

toninho do psol4

Disposto a lançar a candidatura de Toninho Andrade (foto) a governador, ainda que em coligação apenas com partidos nanicos, o PSOL tem um diagnóstico próprio da sucessão brasiliense. Acredita que o PT, encastelado no Buriti, aposta na repetição da bipolaridade com os rorizistas.  De acordo com a avaliação do PSOL, os petistas preferem ignorar a participação de uma articulação mais à esquerda, priorizando  a articulação que sairá do campo rorizista.

 

Segundo turno com rorizista — ou arrudista

 

Na ótica do PSOL, os petistas dariam como certo que o atual governador iria ao segundo turno e, nele,  enfrentaria um candidato rorizista. É a tese da bipolarização,  os demais candidatos, estejam colocados à direita ou à esquerda, estariam condenados a participar apenas do primeiro turno das eleições. Teriam de se acomodar no segundo turno, fazendo opção por uma das duas vias. O Buriti registrou muito bem declaração do senador Cristovam Buarque, ao Jornal de Brasília, de que em um segundo turno entre o atual governador e um rorizista — ou arrudista — votaria silenciosamente em Agnelo.

 

 

Fonte: Eduardo Brito/Do Alto da Torre/Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui