PT E PSDB TENTAM CONTER ENDIVIDAMENTO

0
11
deu no estado de s. paulo

PT e PSDB tentam conter endividamento

 

Partido de Lula ainda amarga rombo de R$ 36 milhões; tucanos devem R$ 4 milhões a um único fornecedor

De Clarissa Oliveira e Daniel Bramatti:

Em meio aos preparativos para lançar seus candidatos ao Palácio do Planalto, os partidos que planejam entrar na corrida presidencial deste ano decidiram pôr as finanças em ordem. O plano é reduzir ao máximo as dívidas – zerá-las, se possível – para evitar que o rombo nos cofres ganhe proporções ainda maiores após a eleição.

PT e PSDB encerraram a última campanha presidencial, em 2006, no vermelho. Petistas, que já contabilizavam um saldo negativo de R$ 40 milhões, viram o buraco crescer R$ 9,8 milhões com débitos deixados pela campanha de reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Já os tucanos, que naquele ano lançaram o atual secretário paulista de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, saíram com R$ 19,9 milhões em dívidas.

Leia mais em: Em ano eleitoral, PT e PSDB tentam conter endividamento

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui