PT PREOCUPADO

3
5
Deu em O Globo

Pesquisa Datafolha deixa PT preocupado

 

Comando da campanha de Dilma diz que é preciso entender recado dos números; petista só lidera no Nordeste

Gerson Camarotti

A pesquisa Datafolha divulgada ontem, que mostra uma diferença de sete pontos percentuais entre a candidata petista, Dilma Rousseff, e o tucano José Serra foi recebida como um sinal de alerta no Palácio do Planalto.

Isso porque a distância entre os dois presidenciáveis já está longe da zona de conforto para os petistas. De forma reservada, a cúpula da campanha petista reconheceu que é preciso entender alguns recados dos números.

Chamou atenção o fato de Serra ter herdado a maior parte dos votos da candidata derrotada do PV, Marina Silva.

Além disso, a pesquisa apontou uma queda de cinco pontos percentuais na diferença entre Dilma e o tucano no segundo turno, em comparação com a simulação anterior feita pelo Datafolha.

Outra preocupação entre integrantes da campanha foi o empate e até mesmo ligeira vantagem de Serra nas regiões Sul, Sudeste, Norte e Centro-Oeste.

Mesmo assim, foi recebida com alívio a manutenção da grande vantagem de Dilma no Nordeste e entre os eleitores que ganham até dois salários mínimos e com ensino fundamental.

Segundo um coordenador da campanha, isso garante uma espécie de “colchão de votos” para compensar o crescimento de Serra em outras regiões. O temor na cúpula petista é que essa mudança no voto do chamado formador de opinião possa contaminar a eleição nas próximas três semanas.

A campanha de Dilma considera esta semana fundamental. Depois de uma primeira semana de agenda negativa, com forte abatimento por causa do resultado do primeiro turno e com a polêmica sobre o aborto, a expectativa é de que Dilma reverta o quadro.

Por isso, o PT fará grande aposta na repercussão do debate de ontem.

O PT tenta reproduzir o cenário de 2006. Na época, a distância entre Lula e Geraldo Alckmin (PSDB) diminuiu, mas depois Lula ampliou sua vantagem, garantindo a reeleição com folga.

– A pesquisa mostra que temos muito voto na frente de Serra. O cenário é muito parecido com 2006. A partir de agora, Dilma ampliará a vantagem,  disse o líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui