QUEM CRESCE COM A SAÍDA DE ARRUDA DA DISPUTA ELEITORAL EM 2010

0
11
O ex-governador Joaquim Roriz já foi intensamente investigado e teve seu primeiro governo eleito pelo voto direto (1991-1994) revirado pelo governo do PT que assumiu o GDF em 1995, com o professor Cristovam Buarque. O Ministério Público investiga Roriz há muito tempo, mas até hoje nada foi devidamente comprovado, ou filmado, como no caso de Arruda e sua trupe. Com a saída do governador Arruda do cenário eleitoral, a disputa ficará entre Roriz (PSC) e Cristovam (PDT), caso este aceite, porque tem uma reeleição garantida para o Senado. Agnelo(PT) corre por fora, mas enfrenta resistências dentro do próprio PT, como por exemplo, o deputado Geraldo Magela. O senador Gim Argello (PTB) manterá sua candidatura. Reguffe (PDT) ainda sonha em ser governador mas lhe falta estrutura e experiência. Mesmo com todas as acusações contra o ex-governador Joaquim Roriz, este lidera a disputa eleitoral e com a saída de Arruda do páreo, certamente ele ficará ainda mais na dianteira. Caberá aos demais, arranjar um jeito de crescer junto ao eleitorado órfão de Arruda. Mas, com que discurso? Roriz, que havia perdido 30% de seus eleitores em Samambaia, deverá tê-los de volta. Ao PT, que sempre pregou a ética, fica a dúvida do eleitor quanto à omissão no caso do Mensalão do PT, por parte dos políticos locais do partido. O professor Cristovam, – que de tão ético foi demitido por telefone do ministério da Educação pelo governo do PT – é hoje o maior adversário político de Roriz, mas enfrenta resistências na própria esquerda. Em 2010, as eleições mostrarão dois caminhos à serem seguidos pela população do Distrito Federal. Faça sua escolha e que Brasília seja a grande vencedora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui