RACHA NO PMDB ACABOU, DIZ ROSSO

0
6
ELEIÇÕES 2010 – DISTRITO FEDERAL
Racha no PMDB acabou, diz Rosso

O governador Rogério Rosso deve silenciar diante da derrota sofrida no PMDB no último fim de semana. O chefe do Executivo não pretende, por enquanto, questionar o resultado da convenção do sábado, que deu vitória ao grupo de Tadeu Filippelli a favor de uma aliança com o PT para as eleições de outubro. Quer, com a atitude, evitar desdobramentos mais traumáticos, como a abertura de processo no Conselho de Ética do PMDB.

Rosso não está disposto a aumentar a temperatura da disputa que, para ele, chegou às últimas consequências, com um recurso conquistado na Justiça assegurando a participação de sua chapa na votação de convencionais. Ele havia sido impedido por uma decisão da executiva regional.

Para sinalizar que deu por encerrado o racha, o governador assegurou que não fará “perseguições políticas” enquanto estiver no comando do GDF. “Substituições ocorrem o tempo todo, o que é natural, mas garanto que elas não serão feitas como reação do que ocorreu no último sábado”, disse Rosso.

Como governador em exercício, pela legislação eleitoral, Rosso só poderia concorrer em outubro sem deixar o posto se fosse para o mesmo cargo que ocupa atualmente. Como o prazo de desincompatibilização foi encerrado, o político ficou sem opção.

No último sábado, ele perdeu a queda de braço com Filippelli, ao ser derrotado na convenção regional do PMDB. Obteve 22 votos de apoio à sua tese de reeleição contra 97 dirigentes a favor da chapa com o PT. Informações do Correio Braziliense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui