Rede pública de Saúde reforça atendimento

    0
    20


    Quarta Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foi inaugurada nesta sexta-feira,  no Núcleo Bandeirante. Com capacidade para atender até 450 pessoas por dia, ela é a primeira do DF a contar com farmacêuticos bioquímicos efetivos, que emitirão rapidamente os resultados dos exames laboratoriais


    A rede pública de Saúde do Distrito Federal conta, a partir desta sexta-feira, com a quarta Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no Núcleo Bandeirante. O governador Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, e do vice, Tadeu Filippelli, inaugurou a unidade que pode atender até 450 pacientes por dia. As três UPAs em funcionamento – no Recanto das Emas, São Sebastião e Samambaia – já realizaram juntas 153.488 atendimentos até a semana passada.

     

    A meta desta gestão é que nos próximos meses mais 10 UPAs sejam criadas para integrar a rede de Saúde do DF. As unidades são responsáveis pela resolução de 97% das demandas de urgência e emergência, diminuindo o fluxo de usuários nos hospitais.

     

    Além disso, a expectativa é que, até o próximo ano, 20 clínicas da família estejam funcionando. Esse tipo de unidade oferece tratamento de doenças crônicas como diabetes e tuberculose, além de serviços de vacinação, acolhimento, planejamento reprodutivo, pré-natal, entre outros.


    UPA do Núcleo Bandeirante – Ela coloca à disposição da comunidade cerca de 200 servidores, entre médicos, enfermeiros, dentistas, técnicos de enfermagem, motoristas, além de pessoal da radiologia e laboratório, que se revezam 24 horas.

     

    A estrutura da unidade conta com salas de raio X, de eletrocardiografia, de pediatria e 16 leitos de observação. Possui ainda laboratório de análise clínica, que permite a realização de até 200 hemogramas por dia, além de testes de glicose, ureia, creatinina, HIV e Beta HCG, para gravidez.  “A população vai ser atendida com qualidade e por 24 horas. Serão cerca de 160 mil moradores beneficiados, tanto do Núcleo Bandeirante como no Park Way, Candangolândia, Riacho Fundo I e II”, informou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa.


    Revolução – Agnelo Queiroz destacou que a inauguração da quarta UPA completa o ciclo de ações do governo que retomou obras paralisadas nas gestões anteriores. “O funcionamento dessa unidade é parte da revolução silenciosa que estamos fazendo para mudar o modelo de assistência à saúde. Mas não é como mágica, que se pode resolver do dia para noite”, declarou o governador.

     

    Segundo o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, a última fase do processo de licitação para a entrega das 10 UPAs foi finalizado nessa quinta-feira (27).

     

    Além disso, é esperada a criação de um Hospital de Retaguarda no Núcleo Bandeirante até 2014, que oferecerá mais leitos de internação e agilizará ainda mais os atendimentos na rede.


    Referência – A UPA do Núcleo Bandeirante é a primeira unidade do DF que possui 10 farmacêuticos bioquímicos efetivos. O coordenador do Núcleo de Patologias Clínicas da Secretaria de Saúde do DF, João Eudes Filho, explicou que, com os servidores, a unidade será capaz de liberar os laudos médicos já com o resultado dos exames. “A unidade tem 100% do seu quadro estabelecido, sendo padrão de excelência para as demais UPAs. Entre 100 e 120 pacientes precisam de exames laboratoriais, e eles poderão ter isso no Núcleo Bandeirante”, disse o coordenador.

     

    Até o momento, os farmacêuticos bioquímicos da rede de Saúde trabalham apenas fazendo hora extra nas três UPAs que já estavam em funcionamento. Contudo, com a recente contratação de 405 servidores para a área da Saúde, é previsto que nos próximos seis meses as três unidades restantes já contem efetivamente com esses servidores.

     

    mail.png

     

     

     

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui