Reeleição de Dilma representa garantia de avanços sociais, diz Policarpo

1
9

 

policarpo2014

A reeleição da presidenta Dilma representa a garantia de que os pobres continuarão a ser o centro das políticas públicas e a certeza de que haverá melhorias na qualidade dos serviços públicos. A avaliação é do deputado Policarpo (PT-DF), ao defender um segundo mandato para Dilma Rousseff. Neste sábado, ele participou da convenção nacional do PT que oficializou Dilma como candidata do partido à Presidência nas eleições deste ano.

 

“Há 12 anos, com a eleição de Lula, o Brasil começou um processo de mudança jamais visto na sua história, com o combate a pobreza, a redução das desigualdades regionais, a valorização dos salários, o pleno emprego e investimentos em saúde e educação”, diz Policarpo. “Essas conquistas foram ampliadas com Dilma. Agora, precisamos aprofundar os avanços sociais alcançados pela população, o que será feito por Dilma no segundo mandato.”

 

O deputado elogiou o Plano de Transformação Nacional, anunciado pela presidenta durante a convenção. O plano prevê as reformas política, federativa, urbana e de serviços públicos, além de outras medidas capazes de produzir revoluções nas áreas de educação, tecnologia e digital. “Esses mecanismos vão nos levar um novo ciclo de desenvolvimento”, assinalou o parlamentar, que também é presidente do PT no Distrito Federal.

 

Policarpo também reforçou a posição do ex-presidente Lula e de Dilma quanto à necessidade de defender as conquistas dos 12 anos de governos petistas. “Nesse período, tiramos 36 milhões de brasileiros da miséria, levamos outros 40 milhões para a classe média, geramos mais de 20 milhões de novos empregos com carteira assinada e criarmos a condições para que o salário do trabalhador crescesse 70% acima da inflação.”

 

“Como diz Lula, já vencemos o medo com a esperança. Agora, vamos renovar a esperança para vencer o ódio. Ódio que nossos adversários tentam espalhar entre população, mas que certamente será rejeitado nas urnas”, destaca Policarpo. Segundo ele, o projeto da oposição visa frear as conquistas sociais, o que passa pela mudança da política de reajuste do salário mínimo, a fim reduzir seu valor, pelo enfraquecimento do Programa Bolsa Família e pelo desencadeamento de uma onda de desemprego.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui