Reguffe e Chico Leite tendem a aceitar a filiação no partido de Marina

0
9
Primeira colocada no DF nas eleições presidenciais de 2010, Marina Silva aguarda posição da Justiça sobre novo partido para abrigar aliados campeões no ranking da última disputa de deputado federal e distrital. Projeto prevê candidatura ao governo

 

Almiro Marcos

 

A construção de uma nova frente política no Distrito Federal, formada por políticos campeões de votos, depende da viabilização nesta semana da Rede Sustentabilidade. A fundação da nova legenda, idealizada pela ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, criará uma via a mais para candidatura ao Governo do Distrito Federal e ao Senado. O deputado federal José Antônio Reguffe, hoje no PDT, parlamentar proporcionalmente mais votado no país e primeiro no ranking da capital, e o distrital Chico Leite (PT), líder na preferência do eleitorado para a Câmara Legislativa em 2010, foram convidados e tendem a aceitar a filiação no partido de Marina. Na capital, a presidenciável derrotou Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) no último pleito e ainda aparece bem colocada em pesquisas que circulam no meio político.

Com 266,4 mil votos em 2010, o deputado Reguffe, hoje no PDT, é o nome de Marina Silva para a corrida ao Palácio do Buriti  (Iano Andrade/CB/DA Press)
Com 266,4 mil votos em 2010, o deputado Reguffe, hoje no PDT, é o nome de Marina Silva para a corrida ao Palácio do Buriti

O grupo que articula a criação da Rede corre contra o tempo para tentar fazer com que a análise de fundação do novo partido político brasileiro entre na pauta de análises do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na sessão extraordinária marcada para amanhã à noite. Ainda que o prazo final para novas filiações daqueles que pretendem concorrer às eleições de 2014 só se encerre no sábado e os ministros ainda tenham sessões na quarta e na quinta-feira desta semana, a terça-feira é considerada o Dia D para os políticos com mandato que pretendem trocar de legenda e disputar cargos eletivos no ano que vem, como Reguffe, Chico Leite e o deputado distrital Joe Valle, que também deve entrar na Rede.

Ainda não há entendimento jurídico firmado sobre o limite temporal entre a desfiliação de um partido e o ingresso em uma nova legenda antes do encerramento do prazo máximo legal. Alguns juristas falam em 48 horas, no mínimo. Assim, para não correr riscos, os aliados de Marina no DF aguardam com interesse a análise do TSE. Caso o tribunal dê aval à nova sigla, é praticamente certa a ida do trio para o grupo ligado à ex-ministra do Meio Ambiente e ex-senadora Marina Silva.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui