Representante do setor produtivo pede a cabeça de integrantes do GDF

0
13

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista, Edson de Castro, se reuniu com o governador Rodrigo Rollemberg na noite da última quinta-feira (18) e pediu a cabeça de representantes do GDF que, segundo ele, seriam culpados pela paralisia econômica no Distrito Federal. O presidente da entidade solicitou ao governador a demissão da presidente do Instituto Brasília Ambiental, Jane Villas Boas, do diretor da Central de Aprovação de Projetos, Alberto de Faria, e do secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade. Castro reclamou da lentidão na liberação documentos como alvarás e habite-se. “A economia da cidade está estagnada, mais de 3,4 mil lojas estão fechadas, o que representa 240 mil pessoas desempregadas. Pedi ao governador mudança nesses cargos para agilizar a liberação de alvarás”, afirmou o presidente do Sindivarejista.

 

Segundo a Secretaria de Gestão do Território e Habitação, cerca de metade dos documentos pendentes na Central de Aprovação do Projetos depende dos próprios empresários, que não cumpriram as exigências legais. Dos 3 mil processos na central, 1.35o  têm pendências a serem regularizadas pelos interessados. Só em janeiro de 2016, a secretaria licenciou 294 mil metros quadrados de obras, o que representa 66% da área licenciada ao longo de todo ano de 2014. O secretário Thiago de Andrade e Alberto de Faria não quiseram comentar as declarações de Edson de Castro. O blog não localizou a presidente do Ibram. Desde o ano passado, representantes do setor produtivo pressionam o GDF por mais agilidade na emissão de alvarás. Mas, na reestruturação administrativa de 2015, Rollemberg demonstrou confiança na equipe e não promoveu nenhuma mudança nesse setor.

 

Fonte: CB.Poder

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui