RESPOSTA ÀS AMEAÇAS AO BLOG

2
5

Tem gente que não tem vergonha na cara e ainda tem a insensatez de mandar e-mail anônimo com acusações levianas e tentativas de impor à mim, silêncio sobre determinados assuntos. Tais “autoridades” e “empresário” se esquecem de que são eles que têm o rabo preso com a corrupção, que ficaram ricos com milionários contratos nos últimos 7 anos, sendo que alguns se utilizaram dos mandatos para negociá-los. É preciso que os poucos deputados sérios e honestos abram a CPI da Corrupção na Câmara Legislativa do Distrito Federal, onde terei o máximo prazer em contar o que vi, ouvi e fiquei sabendo, sobre esta cambada que combinava preços, contratos e que ainda se comportava como honestos diante da opinião pública. Quero olhar para alguns deputados e empresários e perguntar-lhes algumas coisas interessantes… Antes que tentem me calar, quero pedir, a partir de hoje, publicamente, a proteção da Polícia Federal e da Justiça Federal. Estou sendo, há meses, a maior voz a incomodar grandes interesses de gente que ainda não percebeu que a farra acabou, uma vez que parte da imprensa escrita no Distrito Federal está muito comprometida com o governo do DEM no DF. O governo de José Roberto Arruda está sangrando e levando junto, várias figuras conhecidas do cenário político, empresarial, jurídico e da imprensa. Ainda estou em pé, mesmo tendo recebido nos últimos meses, ataques, perseguições, calúnias, difamações e humilhações por parte de integrantes do primeiro escalão do governo do DEM. Ao implantar o blog, que não é patrocinado por nenhum político, desejei tão somente expressar minha fúria, minha revolta e indignação ao saber que votei num cidadão que se dizia honesto e trabalhador, que sentou-se em minha casa para pedir votos, e que ao assumir o mandato, comecei a tomar conhecimento de muitos dos negócios ilícitos dele no governo, (inclusive da boca de um de seus filhos, o Dudu) uma vez que falavam pelos cotovelos como se fosse vantagem roubar o dinheiro do povo. Por muitas vezes os procurei para saber sobre fatos que ouvira falar, mas quase nunca me recebiam e ainda me caluniavam pelas costas. Na vida, a gente cresce com o próprios erros e com os erros dos outros. Aprendí muito, principalmente que o cumprimento da palavra e a honestidade valem muito. E há muito mais a ser dito, que não consta no inquérito em questão. Estou cansado, mas não estou vencido. A sociedade ganhou muito com a decisão de Durval Barbosa de contar parte do que vivenciou nos últimos anos. Merecia o perdão da Justiça, porque nos revelou que aquele carequinha, com voz mansa e cara de humilde, apoiado cegamente pelo inexperiente presidente nacional do DEM, na verdade era uma tremenda raposa ávida por mais poder e dinheiro. Estou em paz com minha consciência. Mexer comigo, agora, é pura perda de tempo. É melhor se preocupar em arranjar dinheiro para pagar advogados. Vão precisar e muito. Agora, se me encherem novamente, contarei muito mais e aí, não sobrará pedra sobre pedra. Acordem e atenção, polícia: já tem ‘autoridade’ se preparando para deixar o Brasil…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui