Rollemberg começa corte de cabeças dos indicados por Robério Negreiros

0
11
Brasília(DF), 31/01/2017 - Na foto, Robério Negreiros - Reunião de parlamentares na casa de Izalci - Foto: Michael Melo/Metrópoles

O governo de Rodrigo Rollemberg (PSB) continua a reforma administrativa no Executivo e, nesta terça-feira (7/2), publicará no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) a exoneração do administrador do Itapoã, Alessander Capalbo. Ele será substituído interinamente por Cláudia Silva Santana.

Capalbo foi indicado para o cargo pelo distrital Robério Negreiros (PSDB), que deixou a base governista depois da eleição da Mesa Diretora. O deputado ainda perderá cargos na Administração Regional de Santa Maria. Mas, por ora, Hugo Gutemberg fica no comando do órgão.

As mudanças fazem parte de uma “limpeza” que Rodrigo Rollemberg (PSB) quer promover nos cargos cedidos a ex-aliados, especialmente os da Câmara Legislativa, onde o governador tenta influenciar as eleições para a escolha da presidência das comissões permanentes da Casa. Esses cargos devem ser usados para agraciar integrantes da base.Um dos parlamentares que não têm mais a bênção de Rollemberg é o próprio Robério Negreiros (foto). Robério foi o fiel da balança na eleição para a presidência da CLDF. No dia da decisão, migrou o voto dado ao governista Agaciel Maia (PR) para Joe Valle (PDT). Dessa forma, o pedetista saiu vitorioso, despertando a ira do governador. Pessoas próximas ao distrital veem como uma “retaliação” a exoneração de Capalbo da Administração do Itapoã.

“Os cargos são de prerrogativa do Poder Executivo, como também todos os atos do meu mandato são de minha prerrogativa. Inclusive votar contra projetos e ações do governo que fazem a população sofrer”, rebateu Robério.

Secretarias
As secretarias também devem passar por mudanças. A primeira, já concretizada, foi na Comunicação do Palácio do Buriti. Na semana passada, Rollemberg exonerou Luciano Suassuna e chamou Paulo Fona, velho conhecido do Executivo local. Fona foi secretário da pasta nos governos de Joaquim Roriz.

Um antigo aliado de Rollemberg também está próximo de retornar ao convívio palaciano. Hélio Doyle, que saiu do governo após problemas com deputados distritais — entre eles, a ex-aliada Celina Leão (PPS) —, negocia a volta. O martelo, contudo, ainda não foi batido.

 

 

Fonte: Metropoles