Rollemberg dá o troco a bloco comandado por Celina Leão. Para Celina, é medo de ser investigado

0
4

Em recado aos distritais do Blocão da Celina, governador exonera indicados do deputado Lira

POR MILLENA LOPES – JORNAL DE BRASÍLIA –

Depois que oito deputados distritais – quase todos remanescentes da base aliada do governo – se reuniu em um bloco comandado pela presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão (PPS), o governo partiu para o ataque. Exonerou, ontem, o administrador regional de São Sebastião – Jean Duarte – e outros indicados pelo deputado Lira

 

A notícia deixou em alerta os parlamentares que não estavam lá, nem cá. O secretário adjunto de Assuntos Legislativos, José Flávio, minimizou os ajustes e disse que não há razão para considerar o deputado como de fora da base.

 

“É um momento delicado, que a gente tem que ter muita cautela para administrar”, observa o articulador do Palácio do Buriti, citando a atual postura de Celina Leão. “Eu gostaria muito que ela ainda estivesse na nossa base. Mas acho que ela esteja fora também não”, diz.

 

Lira diz que foi avisado pelo governador Rodrigo Rollemberg “horas antes” da publicação. “Eu aceitei, mas falei para ele que ele estava fazendo a coisa errada. Em momento algum, fui desleal a ele. Me estranhou a atitude dele de me tratar como adversário”, conta.

 

Recado

 

O deputado do PHS acredita que, por meio das exonerações, ele quis mandar um recado aos deputados. “Ele está me jogando para a oposição, mas acredito que ele me escolheu como ‘boi de piranha’. Só que ele escolheu a pessoa errada, porque eu não sou do tipo que fica levando desaforo para casa”, afirma.

 

Apesar da clara chateação, Lira não se declara como oposição ao Palácio do Buriti. “Eu vou continuar votando nos projetos que forem do interesse da cidade, principalmente os de São Sebastião”, assegura, repetindo que o governo cometeu uma injustiça com ele.

 

Para Celina, é medo de ser investigado

 

O deputado Lira foi o autor do requerimento que resultou na criação da CPI da Saúde, colegiado que tem tirado o sono do governo. Para Celina Leão, a retaliação ao distrital do PHS mostra que o governo tem medo de ser fiscalizado.

 

“Por que tanto medo? O que será que estão querendo esconder? Esta foi uma reação muito forte para um governo que se classifica como honesto? Será que é honesto mesmo?”, questiona, ao citar que trata-se de uma perseguição a um deputado que está apenas cumprindo a função deles, “que é fiscalizar”.

 

Originário da base aliada, o deputado Rodrigo Delmasso (PTN) também participa do “Blocão da Celina”. Ele diz que o governador teve as razões para tomar as decisões, já que “tem trabalhado para que a cidade ande”. Elogiou o desempenho de Rollemberg e lembrou as obras em andamento no Guará. “Eu acredito que o governo entrou em um nova fase”, aponta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui