RORIZ ENTREGA VÍDEO A PROCURADOR

1
12

 

O ex-governador Joaquim Roriz (PSC) entregou no fim da tarde de ontem (4) ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, a íntegra do vídeo que mostra o encontro entre Roriz e o advogado Adriano Borges, genro do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto, relator de recurso de Roriz que seria julgado pela corte. No vídeo, Adriano aparece cobrando R$ 4,5 milhões para ser o advogado de Roriz na representação ao Supremo, o que impediria Ayres Brito de votar contra o ex-governador no caso da Ficha Limpa. 

Na última sexta-feira (1º), o procurador havia dado prazo até as 12h desta segunda para que o material fosse entregue. No vídeo, Borges negocia com Roriz a sua contratação para atuar na defesa do candidato. A participação do advogado, por ser parente do ministro, poderia ajudar Roriz a ser absolvido no Supremo e ter seu registro de candidatura aprovado. Segundo a assessoria da PGR, o vídeo deve ser entregue hoje (5) à Polícia Federal para que seja feita perícia do material.

Barrado pela Ficha Limpa, Roriz teve o registro de sua candidatura ao Governo do DF negado pela Justiça Eleitoral e recorreu ao STF. O julgamento, realizado nos dias 22 e 23 de setembro, terminou empatado em 5 a 5 . Relator do recurso, Ayres Britto votou pela cassação do registro de Roriz. Se o ministro não tivesse participado da votação, o resultado do julgamento poderia ter sido diferente. Com o resultado no STF, Roriz renunciou à candidatura e indicou sua mulher, Weslian Roriz, para substituí-lo na disputa.

 Na semana passada, foi aberto um procedimento administrativo para apurar o encontro entre Joaquim Roriz e o genro de Ayres Britto. O pedido para que o episódio fosse investigado foi feito pelo presidente do Supremo, Cezar Peluso. De acordo com o vídeo, Roriz perguntou: “Eu gostaria da sinceridade sobre o voto do seu sogro”. 

Após balbuciar palavras desconexas, Borges responde: “Com isso aí ele não vai participar. Tá impedido”. Roriz continua: “Então é o êxito”. E o advogado responde: “É um êxito de certa forma”. O ex-governador afirma: “Com isso, eu ganho folgado”. 

Durante a conversa gravada, Borges fala sobre honorários e diz que já havia contratado uma equipe para trabalhar no processo. Na gravação, Adriano Borges sugere um valor de R$ 4,5 milhões pelos serviços. Roriz disse que não tinha tal quantia e que não havia possibilidade de pagar o que o advogado pedia. 

Fonte: Lívio di Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui