SAÚDE – Conheça os principais sintomas do câncer de pâncreas

O Câncer de Pâncreas é uma doença agressiva, que geralmente atinge pessoas com mais de 60 anos, sendo mais comum entre os homens

Um dos principais motivos porque a doença tem alta taxa de mortalidade, é o fato de que os sintomas do câncer de pâncreas , além de pouco específicos, só costumam aparecer nos estágios avançados da doença, quando as chances de tratamento são pequenas.

Os principais fatores de risco são obesidade, tabagismo e antecedentes familiares de câncer. A incidência desses tumores tem crescido e é a segunda causa de morte por Câncer nos EUA.

Portanto, quanto mais informado você estiver sobre os sintomas do câncer de pâncreas, maiores são as chances de realizar o diagnóstico precocemente e aumentar as chances de cura. Saiba mais!

Conheça os principais sintomas do câncer de pâncreas

Os sintomas do câncer de pâncreas variam de acordo com a localização do tumor. Os tumores da cauda do pâncreas tem sintomas inespecíficos e por isso o diagnóstico é feito, quase sempre em uma fase tardia da doença. Há perda de peso, perda de apetite e dor abdominal, que pode irradiar para região lombar.

Os tumores da cabeça do pâncreas manifestam-se normalmente com icterícia, caracterizada pela coloração amarela da pele e esclera (branco do olhos), perda de peso e eventualmente, dor abdominal.

Outros sintomas que podem surgir:

  • Urina de coloração marrom, cor de Coca-Cola, devido ao aumento dos índices de bilirrubina;
  • Icterícia, que deixa a pele e os olhos amarelados;
  • Fezes de coloração clara;
  • Irritação e coceira na pele;
  • Dor nas costas;
  • Fadiga;
  • Problemas digestivos, como náuseas e vômitos, especialmente após as refeições;
  • Aumento da vesícula biliar, que pode ser notado durante exame físico;
  • Em alguns casos, diabetes, o aparecimento de diabetes, especialmente em doentes mais idosos, precede o diagnóstico dos tumores.

Diagnóstico da doença

O câncer de pâncreas é um dos tumores de mais difícil diagnóstico em suas fases iniciais, quando não costuma apresentar sintomas.

Exames de sangue, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética podem ser solicitados pelo médico quando há suspeita da doença. Quando o paciente precisa fazer quimioterapia é preciso realizar biópsias do tumor, normalmente feita pelo exame de ultrassonografia endoscópica.

Principais causas do câncer de pâncreas

A maior parte dos tumores acontecem ao acaso, ou seja, devido a uma série de mutações genéticas aleatórias. Os principais fatores de risco são obesidade (muito ligado a alimentação ocidental, rica em gordura e carboidratos) e tabagismo. Existem algumas síndromes genéticas que podem causar câncer de Pâncreas, como Pancreatite Crônica Familiar e Peutz-Jeghers.

Tratamento

O câncer de pâncreas apresenta maiores chances de cura quando é diagnosticado em suas fases iniciais . Nesses casos, os tratamentos são indicados de acordo com a localização no câncer. Saiba quais são eles.

  • Cirurgia para os pacientes com tumores ressecáveis;
  • Gastroduodenopancreatectomia para os tumores localizados na cabeça do pâncreas (ressecção de parte do estômago, todo duodeno, cabeça do pâncreas e via biliar distal);
  • Pancreatectomia distal com esplenectomia para os tumores da cauda do pâncreas;
  • Para os tumores irressecáveis (porque invadem estruturas que não podem ser ressecadas) ou metastática faz tratamento paliativo com quimioterapia e para isso é preciso fazer uma biópsia;
  • Quando o paciente paliativo estiver com icterícia, normalmente é preciso passar um stent na via biliar ou fazer um desvio (bypass) da bile direto para o intestino.

As cirurgias para tratamento do Câncer do Pâncreas podem ser feitas por via minimamente invasiva, ou seja, através de pequenas incisões na pele, mas isso depende alguns fatores, principalmente a localização do tumor e a proximidade ou invasão de estruturas vasculares importantes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui