SAÚDE E EDUCAÇÃO: PRIORIDADES DE D. WESLIAN

2
10

 
 
O objetivo da candidata da Coligação Esperança Renovada, D. Weslian Roriz (PSC), é fazer com que o  Distrito Federal volte
a ter o melhor Índice de desenvolvimento humano do país, como já aconteceu no governo de seu marido,
Joaquim Roriz. Para tanto ela dará prioridade absoluta à educação e à saúde, fundamentais para a cidadania
e o desenvolvimento das famílias de Brasília. Leia, abaixo, a entrevista exclusiva com a candidata Weslian Roriz. 
 
Blog do Donny Silva – Quais são os planos da senhora para o setor educacional?
Weslian Roriz – Em primeiro lugar, garantir vaga para todas as crianças e jovens em escolas
próximas às suas casas. Se não tiver escola por perto, vamos construir e, até lá, oferecer
transporte seguro e sem custos para a família. O ensino Médio e Fundamental será em
tempo integral para melhor aprendizado e também para tranqüilidade dos pais e mães que
precisam trabalhar. Vamos reconquistar o título de melhor ensino fundamental e médio
do Brasil, conferido pelo Ministério da Educação pelo Ministério da Educação. Qualidade
que foi fundamental para que a cidade também tivesse conquistado o melhor Índice de
Desenvolvimento Humano (IDH) do país, segundo a ONU.
Blog do Donny SIlva – E em relação ao ensino profissionalizante?
Weslian Roriz – Todas as cidades e o Plano Piloto terão escola técnica e as empresas para
se beneficiarem com financiamento pelo Pró-DF terão que assinar uma cláusula garantindo
estágio profissional para os alunos dessas escolas. E não só essas escolas, como as antigas que
serão reformadas, terão condições de conforto e segurança. Eu quero que as escolas, além
de funcionarem bem, sejam bonitas, coloridas. E que todos, alunos e professores, tenham
segurança para aprender e para ensinar, sem violência e sem drogas.
Blog do Donny Silva  – Os jovens do Distrito Federal têm dificuldade não só na profissionalização pelo ensino
médio, mas também em ingressar no curso superior.
Weslian Roriz – Vou melhorar a qualidade do ensino pela valorização dos profissionais –
professores e pessoal de apoio –, com a implantação de laboratórios de ciências, bibliotecas e
fornecimento de computadores com acesso banda larga à internet. Isso contribuirá para que
os jovens saiam do ensino médio com base para enfrentar o vestibular ou passar pelo PAS. O
GDF, na minha gestão, vai oferecer o Bolsa Universidade, mas também a Bolsa Concurso, para
aqueles que não tem condições de pagar os cursinhos preparatórios. E vou criar um símbolo
para a educação regional: a Universidade Distrital.
Blog do Donny Silva  – Dona Weslian, a situação da saúde no Distrito Federal é caótica, o que fazer?

Weslian Roriz – Não dá para deixar de comparar. Nós temos tradição de cuidar bem da saúde.
Tanto que o meu vice, o respeitado cirurgião Jofran Frejat, foi o melhor secretário da Saúde
do DF, em todos os tempos. Já tivemos a melhor saúde pública do país; o Unicef (Fundo das
Nações Unidas para a Infância e Adolescência), em 2001, durante um Governo Joaquim Roriz,
chegou a classificar o DF como o melhor lugar do país para uma criança nascer e crescer
saudável. Com Roriz e Frejat, a taxa de mortalidade infantil caiu para 14,4%, a menor do
Brasil e 100% das crianças foram vacinadas contra sarampo, difteria, coqueluche, tétano e
poliomielite. E não se esqueça que a dupla Roriz – Frejat construiu os Hospitais de Samambaia
e do Paranoá, além de implantar a Faculdade de Medicina do GDF, cujos alunos tiraram o
primeiro lugar no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE).
Blog do Donny Silva – Então, a situação praticamente estagnou ou andou para trás, pois hoje as pessoas não
conseguem internação, exames de laboratório, cirurgias….
Weslian Roriz – Vamos retomar o programa Saúde da Família, que reduz a demanda sobre os
hospitais. Tudo com médicos e enfermeiros brasileiros. Com todo o respeito que eles merecem
não vamos chamar médicos cubanos para atender nossa população. O governo do PT é que
importou médicos cubanos que não conseguiam entender as necessidades das pessoas mais
pobres e seus sotaques, tirando oportunidade dos médicos brasileiros.
Mas hospitais e postos de saúde são indispensáveis. Todas as cidades terão hospitais
regionais e centros e postos de saúde nos bairros. Eles serão equipados e não faltará mais
medicamentos e material básico com algodão, esparadrapo e desinfetante. Mas não é possível
que todos os hospitais das cidades tenham todas as especialidades. Por isso, tornarei realidade
o projeto do governador Roriz de implantar a Cidade da Saúde. Ali haverá clínicas e hospitais
especializados em doenças que demandam cuidados mais complexos, como o câncer. A idéia é parceria
com empresas hospitalares, em que o GDF entrega os terrenos, com infra-estrutura e as empresas
constroem, equipam e gerenciam as clínicas e hospitais. E todo atendimento será gratuito.
Blog do Donny Silva – Os servidores do GDF reivindicam, há muito tempo, um plano de saúde. Serão atendidos?
Weslian Roriz – Sem dúvida. O projeto já está pronto e vai beneficiar também os familiares dos
servidores. Estes também vão se beneficiar de um outro programa que vou implantar, que é o
Bolsa Remédio. Com a bolsa, os doentes vão poder comprar em qualquer farmácia remédios de
uso contínuo não fornecidos pela rede pública de saúde. Não vai mais ser preciso se deslocar até
um posto de atendimento, um sacrifício que ainda custa dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui