Segunda dose das vacinas contra a Covid-19 está garantida no Distrito Federal

0
10
 
Utilização das doses ocorre conforme orienta o Ministério da Saúde; segunda dose da vacina AstraZeneca começa a ser aplicada no final do mês

JOHNNY BRAGA, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

As vacinas contra a Covid-19 que atualmente são aplicadas no Brasil devem ser administradas em duas doses. Cada uma possui intervalo distinto para recebimento do reforço e a Secretaria de Saúde planejou e organizou, de forma racional e conforme orientação técnica do Ministério da Saúde (MS), o número de doses a serem utilizadas como primeira (D1) e segunda (D2) doses. Desta forma, não haverá risco de faltar vacinas para quem ainda não foi imunizado com o reforço.

De acordo com o último documento enviado ao DF pelo Ministério da Saúde, as duas últimas remessas enviadas à capital federal tiveram quantidades específicas para uso como D1 e D2. Segundo a Secretaria de Saúde, o ritmo da vacinação ocorre conforme a pasta recebe novas doses do órgão federal e, a partir disso, são definidos os grupos a serem vacinados.

O total de doses já distribuídas às Regiões de Saúde, desde o início da campanha, para uso em primeira dose é de 360.450. Esse quantitativo já está incluso os 5% destinados para reserva técnica. Até o momento, foram vacinadas 329.639 pessoas com a D1. Para uso em D2, foram distribuídas 145.210 doses. Ao todo, o DF já recebeu 623.310 doses de vacinas.

Hoje, há o estoque de 123 mil doses de D2 na Rede de Frio Central. Outras 40 mil doses D2 já estão distribuídas nas Regiões de Saúde. Para complementar o público a receber D2, o DF aguarda ainda um quantitativo de cerca de 80 mil doses de CoronaVac e Covishield/AstraZeneca.

As vacinas

As vacinas aplicadas no Brasil são a CoronaVac – produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac -, e Covishield/AstraZeneca – desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca, e também produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz.

A primeira possui um intervalo de aplicação entre as doses de 14 a 28 dias. Já para a segunda, esse período é de até 90 dias. As primeiras pessoas vacinadas com a vacina da AstraZeneca, no DF, receberam o imunizante no dia 1º de fevereiro e começarão a receber o reforço no final deste mês e início de maio. As vacinas para esse público, que soma mais de 40 mil pessoas, já estão reservadas para uso em D2.

Quem tomou a vacina CoronaVac em março já começou a receber a segunda dose. As vacinas para esta finalidade já estão reservadas para aplicação em quem deverá receber o reforço este mês.

Atualmente o DF está vacinando idosos com 66 anos ou mais. Desse público, já foram vacinadas 15.906 pessoas. São 49 pontos de vacinação abertos, sendo 14 no modelo drive-thru.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui