Segurança pública e interesse corporativo: bandeira de policiais candidatos

0
8

Policiais civis, militares, bombeiros e até o secretário Sandro Avelar devem disputar um mandato na Câmara Legislativa ou no Congresso Nacional

Helena Mader

 

 

Comandante da PM, Jooziel tem prazo até junho para se filiar a algum partido político e se candidatar (Gustavo Moreno/CB/D.A Press - 17/6/13)
Comandante da PM, Jooziel tem prazo até junho para se filiar a algum partido político e se candidatar

 

 

Promessas de melhoria na segurança pública aliadas a garantias de benefícios para categorias policiais são uma fórmula valiosa para angariar votos. De olho nesse nicho, delegados, agentes, policiais militares e bombeiros, além de servidores, já articulam candidaturas para a disputa proporcional do ano que vem.

Leia mais notícias em Cidades

Mais de 27 mil pessoas trabalham nas forças de segurança pública do Distrito Federal. Se forem somados familiares, amigos e servidores inativos, os potenciais eleitores dos candidatos ligados à área se multiplicam exponencialmente. Além de atrair o voto de pessoas interessadas no combate à violência, esses políticos conquistam o eleitorado principalmente com o discurso de defesa dos interesses corporativos das categorias.

A força dos representantes do setor tem crescido a cada eleição. Na atual legislatura, há quatro deputados ligados à Polícia Civil, um eleito pela Polícia Militar e outro que chegou à Câmara Legislativa com votos de bombeiros.

 

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.

 

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui