Sem licitação

0
44

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve muitas explicações ao Brasil pela contratação sem licitação do “supercomputador” que atrasou o resultado da apuração das eleições municipais ocorridas nesse domingo (15/11).

A Oracle do Brasil Sistemas é a responsável pelo serviço. O contrato firmado entre a empresa e o TSE foi realizado com dispensa de licitação. A publicação ocorreu em março com o valor total de R$ 26,2 milhões. A informação foi revelada primeiramente pelo Terra.

É preciso investigar a fundo essa história.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui