Senador se abstém em votação da ‘união gay’ e revolta evangélicos no Senado

0
14

Por Elton Santos

O senador Eduardo Lopez (PRB/RJ) vai ter muito o que explicar para seus colegas da Frente Evangélica no Senado Federal. Na votação desta quarta-feira, 8, que decidiu sobre a união homoafetiva, Lopez, único da ala cristã presente, se absteve. A atitude do parlamentar foi vista como “decepcionante” pelo grupo, que defende a família tradicional. Nos bastidores, já estão chamando o senador de covarde.

A votação sobre casamento de pessoas do mesmo sexo na Comissão de Constituição e Justiça teve 17 votos a favor e apenas uma abstenção, a dele. Não era para ser o único evangélico no dia. Outro integrante do colegiado é o senador Magno Malta (PR/ES), que por motivo de doença não compareceu.

Lopez é suplente do agora prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, também do PRB. Antes de assumir o mandato, ele atuou na área de comunicação (e seus respectivos veículos) da igreja Universal, além de ser presidente estadual da legenda no Rio.

Entre os integrantes da Frente já se sabia da remota possibilidade de vencer na CCJ, mas estavam dispostos a pelo menos “brigar” em relação ao tema. No entanto, a abstenção foi visto como um recuo de “mal perdedor”.

Fonte: Guardian DF