SILVESTRE GORGULHO E O INTERESSE DE PRUDENTE NO CARNAVAL DO DF

0
6

Deu em o Estado de S.Paulo
‘Foi uma das reuniões mais constrangedoras que tive’
O secretário de Cultura do DF, Silvestre Gorgulho, confirmou o conteúdo da reunião na casa de Leonardo Prudente para discutir o carnaval no Rio. “Por que colocar um intermediário num processo que pode fazer direto? Ninguém é bobo”, diz.
Por que houve reunião na casa do Leonardo Prudente?
Foi uma das reuniões mais constrangedoras que tive na vida. O governo tinha posição definida, que a contratação seria com a Beija-Flor. Quando chegou uma pessoa do governo e disse: “Silvestre, o Ricardo Marques tem um partido (PTB), precisamos desse partido, e deputados foram atrás do Arruda e disseram que não fizeram contrato com o Instituto Joãosinho Trinta porque você não deixa”. Essa pessoa ligou para o Prudente, pegamos o carro e fomos lá. E estava o Brunelli, o Prudente, o Batista das Cooperativas e o Rogério Ulysses.
Houve ameaça dos deputados?
Queriam aumentar de R$ 3 milhões para R$ 6 milhões. O Brunelli virou para o Prudente disse: “lembra aquela CPI que estava na gaveta? Se não fizer (o contrato) pode tirar”.
Há uma história de que haveria propina para os envolvidos na negociação, inclusive deputados…
Nunca ouvi isso.
Por que deputados entrariam numa negociação dessas se a Câmara não tem nada a ver com carnaval?
Por que colocar um intermediário num processo que pode fazer direto? Ninguém é bobo. Você é jornalista e tire suas conclusões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui