Sóstenes acredita que iniciativa de Dilma para reduzir salário é mais uma forma de iludir o povo.

0
5

 

 

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) fez duras críticas à gestão da presidente da República Dilma Rousseff, na noite desta quarta-feira (24), durante votação do Projeto de Decreto Legislativo 295/15, que reduz os subsídios da presidente, do vice-presidente Michel Temer e dos ministros de Estado. A redução será de 10% do salário, de R$ 30.934,70 para R$ 27.841,23.

Sóstenes e outros deputados de oposição classificaram de demagogia o envio pelo Poder Executivo de mensagem sugerindo a redução, em 10%, do salário da presidente da República. “A presidente Dilma, para tentar enganar dando sinal de austeridade à população, reduziu em 10% o seu salário e dos ministros. Isso não vai melhorar em nada nossa economia, isso é mais uma forma de ludibriar o povo brasileiro”, disse Sóstenes.

Segundo o governo, a iniciativa “insere-se no processo de racionalização e redução de despesas no âmbito do governo federal, em decorrência das dificuldades impostas pelo momento turbulento por que passa a economia mundial”.

Ao fazer uso da palavra no plenário, Sóstenes ironizou.  Gostaria de fazer uma homenagem a “roraimada”, a “mandioca” e a “mosquita”, porque, na verdade 10% de redução de salário da presidente Dilma ainda é um desserviço que ela está prestando ao Brasil. Na verdade, a presidente Dilma precisava pagar e caro para ser presidente desse país”.

Mesmo criticando o alcance da medida, todos os partidos encaminharam pela aprovação da proposta, que seguirá para o Senado.

Veja o pronunciamento de Sóstenes:

https://www.youtube.com/watch?v=hX8gRfB_CR8

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui