Tempo de superação

0
6

 

Junji Abe

 

Economia em queda livre, preços em disparada, desemprego instalado na rotina de 9 milhões de brasileiros, tudo sob suspeição e uma crise política que se tornou insustentável, destilando o ódio entre os apoiadores do governo e os contrários a ele. É com este clima que chega o Domingo de Páscoa.

O Brasil já enfrentou situações bem ruins. Superou. Com as potencialidades naturais da Nação e a força do povo, havemos de suplantar este período terrível. Como cristão, rememoro o dantesco sacrifício de Jesus para derramar o perdão divino sobre o mundo de mortais pecadores. Sua tortura, mutilação e aniquilamento não podem continuar passando ao largo da ambição desmedida e sede de poder da humanidade. Precisamos ter coragem de mudar posturas.

Falo de pequenos gestos de amor. De ceder o lugar no ônibus, dividir o lanche com um necessitado, adotar um animalzinho abandonado, ter mais tolerância com quem pensa diferente, dar um abraço apertado em quem precisa e outras tantas atitudes quase invisíveis no palco de grandes feitos e malfeitos.

Ao louvar a ressurreição de Jesus, podemos renascer como fez Ele e, apesar das nossas limitações, buscar meios de concretizar mais pequenos gestos de amor. A soma das minúsculas ações de bem pode gerar um movimento forte de bondade.

Se você é pai, mãe, avô, avó ou convive com crianças e adolescentes, pode fazer mais. Pode tentar repassar-lhes a lição dos pequenos gestos de bondade. Não de vez em quando. Mas, o tempo todo. E agindo com a consciência de inspirá-los a condutas melhores.

Visto como ameaça pelos poderosos, Jesus foi crucificado por ser um líder imbatível, porque pregava o amor incondicional. Amor a Deus, aos pais, aos filhos, aos amigos, aos desconhecidos, aos inimigos. Na cruz, à beira da morte física, Jesus elevou o pensamento ao Pai e pediu que Deus perdoasse seus algozes.

Sejamos pessoas melhores, capazes de reconciliação com aqueles a quem magoamos e com aqueles que nos magoaram. De alma lavada, celebremos a ressurreição de Jesus. Com ou sem ovos de chocolate. Não importa. Façamos a nossa parte para que Jesus renasça, a cada dia, em nossos corações. Superemos, nós também, o nosso calvário, com pequenos gestos de bondade, foco e muita fé. Feliz Páscoa!

Junji Abe é líder rural, foi deputado federal pelo PSD-SP (fev/2011-jan/2015) e prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008)

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui