TROPEÇO

0
6

A semana é decisiva para Joaquim Roriz.

Na quarta-feira (22), se nenhum ministro do STF pedir vista, é tudo ou nada.

Se o Supremo Tribunal Federal mantiver a inelegebilidade de Roriz, ele estará fora das eleições.

Na hipótese de confirmar a candidatura, a campanha vai pegar fogo a partir de quinta-feira (23).

Em 10 dias, será possível reverter a desvantagem? Agnelo Queiroz (PT) está na frente, segundo todas as pesquisas, e tem condições de vencer no primeiro turno.

Isso se não acontecer alguma ca-tás-tro-fe

PS: Apesar do favoritismo de Cristovam Buarque, Roriz venceu as eleições em 1998.

Fonte: Blog da Ana Maria Campos/Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui