TSE CASSA DEPUTADO FEDERAL POR INFIDELIDADE PARTIDÁRIA

0
12
Por decisão unânime, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiram cassar o mandato do deputado federal Rodovalho (PP-DF) por infidelidade partidária.

 

O deputado – que tenta a reeleição em outubro – deixou o DEM em setembro de 2009 e migrou para o PP.

Nesta eleição, Rodovalho faz parte da coligação “DF pode mais” que também é composta pelo partido “traído”, o DEM.

A coligação tem como candidato ao governo do DF, Joaquim Roriz (PSC). Roriz teve a candidatura rejeitada pelo TRE-DF por ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Após a decisão, ele recorreu ao TSE que ainda deve julgá-lo.

O pedido de cassação de Rodovalho foi feito em novembro de 2009 pelo primeiro e o segundo suplentes Izalci Lucas e Osório Adriano.

No caso de Lucas, ele perde o direito de assumir o cargo por também ter sido infiel e migrado para Partido da República (PR).

Segundo os suplentes, Rodovalho alegou inicialmente que deixaria o DEM para participar da criação de outro partido, o PSR. O que no final não aconteceu e ele acabou migrando para o PP.

Rodovalho pode recorrer da decisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui