TUCANOS DENUNCIAM ‘OPERAÇÃO ABAFA’ E QUEREM CPI

0
14
Deu em O Globo

Tucanos denunciam ‘operação abafa’ e querem CPI

Receita já sabia que procuração em nome de Verônica Serra era falsa

Roberto Maltchik

Depois que a Receita entrou em contradição para explicar a quebra do sigilo fiscal de Verônica Serra, filha do candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, os tucanos passaram a denunciar uma operação abafa para minimizar o efeito do escândalo sobre a candidatura da petista Dilma Rousseff.

Anteontem, o “Estado de S.Paulo” revelou um documento interno da Receita no qual o órgão já falava em indícios de falsificação na procuração atribuída a Verônica Serra.

Enquanto os líderes no Congresso começam a recolher assinaturas para instalar uma CPI, o vice-presidente do partido, Eduardo Jorge, cujo sigilo fiscal foi devassado na delegacia de Receita em Mauá (SP), disse não ter dúvidas de que o governo luta para evitar que os desdobramentos da investigação alcancem nomes ligados ou que já estiveram relacionados à campanha do PT.

A estratégia tucana é constranger o governo e os líderes governistas no Congresso na reta final da campanha eleitoral.

A liderança do PSDB na Câmara dos Deputados encaminhou ofício a todos os presidentes de partidos com o apelo para que apoiem a abertura da CPI. Se obtiver assinaturas de 171 deputados e de 27 senadores, a oposição força uma saia justa para o presidente da Câmara, o candidato a vice de Dilma Rousseff, Michel Temer (PMDB-SP), ou para o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Um dos dois seria obrigado a ler em plenário o requerimento que declara aberta a investigação.

— Se o governo diz que quer celeridade na investigação, vamos ver se a prática acompanha o discurso. Quero ver os governistas negarem um pedido que visa acelerar a apuração deste escândalo — afirmou o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), autor do requerimento.

Os tucanos, porém, sabem que faltando um mês para o primeiro turno das eleições — e com a ampla maioria governista na Câmara — é praticamente impossível instalar uma CPI ainda em setembro.

O PSDB contabiliza a possibilidade de que a disputa presidencial avance para o segundo turno, e que o debate sobre a investigação contamine a campanha em sua fase decisiva.

Leia mais em O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui