Tudo o que os colegas não querem ouvir

3
17



O deputado brasiliense José Antônio Reguffe foi à tribuna para falar tudo o que seus colegas não gostam de ouvir. Condenou o 14° e o 15° salários, aqueles que todos fingem esnobar, mas por alguma razão continuam a ser pagos, firmes e fortes. Só que Reguffe não parou por aí.

 

Tesourada nos deputados

 
Reguffe disse que não há Estado Democrático de Direito sem a existência de um Poder Legislativo forte e atuante. “Mas, para ser forte e atuante, ele não precisa ser gordo e inchado, como é hoje”, disse. Pelas contas de Reguffe, não precisa ter 513 deputados, o que  é um número excessivo. Poderia ter menos, até para facilitar o debate. Para ele, a Câmara estaria prestando um serviço à sociedade caso reduzisse o número de deputados a 300.

 

Corte até nos assessores

 
O deputado brasiliense também acha que um deputado não precisa ter 25 assessores, como atualmente. Precisa contar, sim, com uma assessoria técnica que lhe permita ter um mandato digno, mas não a quantidade que tem.

 

Fonte: Do Alto da Torre/Eduardo Brito/Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui